inova.jor

inova.jor

CES 2016: Netflix lança serviço no mundo todo, menos na China

Reed Hastings anuncia Netflix no mundo todo, menos na China
Reed Hastings anuncia Netflix em mais 130 países

Reed Hastings, presidente e fundador da Netflix, anunciou hoje, durante a CES, em Las Vegas, o lançamento do serviço em mais 130 países.

“Estamos quase no mundo todo, menos na China”, disse o executivo. “Chega de esperar, chega de ver coisas num horário que não é o seu, chega de frustração.”

A apresentação contou com a presença de astros de atrações exclusivas da Netflix, como o brasileiro Wagner Moura, que interpreta o traficante Pablo Escobar em Narcos; Krysten Ritter, de Jessica Jones;  e Will Arnett, de Arrested Development.

Wagner Moura participou da apresentação da Netflix na CES 2016
Wagner Moura participou da apresentação da Netflix na CES 2016

Novas séries

Ted Sarandos, diretor de Conteúdo da Netflix, apresentou cenas de séries que vai estrear este ano, como The Crown, sobre a família real britânica, e The Get Down, sobre o surgimento da cena hip hop, disco e punk na Nova York da década de 1970, criada por Baz Luhrmann. “Estamos numa posição única para levar histórias do mundo para pessoas do mundo”, afirmou.

Hoje mais cedo, escrevi sobre a mudança de comportamento do espectador após os serviços de vídeo sob demanda.

  • O jornalista viajou a convite da Samsung

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Linha de montagem da Tesla / Steve Jurvetson/Creative Commons

O cliente sempre está certo? Elon Musk, da Tesla, acha que não

Se o cliente for “supergrosseiro”, Elon Musk, presidente da Tesla Motors, se reserva o direito de não vender carros para ele. Foi o que aconteceu com Stewart Alsop, ex-jornalista e atual investidor de risco, que criticou um evento de lançamento da Tesla no Medium. Em setembro do ano passado, Alsop reclamou que o evento[…]

Leia mais »
Mark Zuckerberg entrou no evento e ninguém percebeu / Facebook/Reprodução

Por que é muito difícil mudar o Facebook

O saudoso Marshall McLuhan falava que a privacidade acabou quando inventaram a luz elétrica. De Thomas Edison para cá, no entanto, a situação piorou. O Facebook tem vivido o seu pior momento, desde que explodiu o escândalo Cambridge Analytica. Um pesquisador de Cambridge coletou informações de 50 milhões de norte-americanos[…]

Leia mais »

2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *