inova.jor

inova.jor

Brasil é destaque mundial em pesquisa sobre cosméticos

A USP lidera a produção científica mundial sobre cosméticos / Juanedc/Creative Commons
A USP lidera a produção científica mundial sobre cosméticos / Juanedc/Creative Commons

A Thomson Reuters divulgou hoje (11/5) seu relatório State of Innovation 2016, e o Brasil foi destaque mundial na pesquisa científica relacionada a cosméticos.

A Universidade de São Paulo (USP) ficou em primeiro lugar e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) em oitavo no ranking de produção científica dessa área.

“Isso talvez não seja uma grande surpresa já que o Brasil também está entre os cinco países do mundo com maior número de cirurgias plásticas estéticas realizadas anualmente”, destacou o relatório.

Nas pesquisas sobre cosméticos, a USP ficou à frente da Food and Drug Administration (FDA), agência norte-americana responsável por alimentos e remédios; da Procter & Gamble; e da Universidade Harvard.
Instituições mais produtivas na pesquisa científica sobre cosméticos

Inovação no mundo

A sétima edição do estudo anual da Thomson Reuters analisou indicadores como depósitos de patentes e publicações científicas em 12 áreas.

O volume mundial de patentes cresceu 13,7% em 2015, enquanto o de novas pesquisas científicas caiu 19%. A queda na produção científica pode representar uma ameaça ao crescimento da inovação nos próximos anos.

Os setores que apresentaram maior crescimento no registro de patentes foram:

  • Dispositivos médicos (27%);
  • Eletrodomésticos (21%); 
  • Aeroespacial e defesa (15%); 
  • Petróleo e gás (14%); e 
  • Tecnologia da informação (13%).

A área de biotecnologia foi a única que caiu na produção de patentes, com retração de 2% sobre 2014.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Os óculos inteligentes Vue parecem normais, mas são equipados com fone, microfone e sensores de movimento / Divulgação

Óculos inteligentes podem ser bem diferentes do Google Glass

O Google Glass foi um projeto que não deu certo. As pessoas ao redor do usuário ficavam incomodadas com a câmera e a bateria durava pouco. A tecnologia de realidade aumentada, que sobrepunha imagens digitais ao ambiente físico, foi considerada insegura pelas autoridades de trânsito. Os usuários do Google Glass[…]

Leia mais »
Cesar Gon, da CI&T, destaca a importância da inovação aberta / Renato Cruz/inova.jor

CI&T: ‘É preciso ser competitivo globalmente’

CAMPINAS Fundada em 1995 em Campinas, a CI&T está entre as empresas de tecnologia mais internacionalizadas do Brasil. Com dois centros de desenvolvimento no País e um na China, deve obter do exterior 40% do faturamento de R$ 400 milhões previsto para este ano. Lá fora, o principal mercado são[…]

Leia mais »

2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami