inova.jor

inova.jor

Economia do compartilhamento incentiva confiança

Pesquisa mostra aumento de confiança entre usuários do Blablacar / Dênio Simões/Agência Brasília
Pesquisa mostra aumento de confiança entre usuários do Blablacar / Dênio Simões/Agência Brasília/Creative Commons

É possível ter mais confiança num total desconhecido que num colega de trabalho? Estudo realizado pela New York University Stern (NYU) e pela BlaBlaCar, plataforma de viagens compartilhadas de longa distância, aponta que sim.

Denominado de “Entering the trust age” (entrando na era da confiança), o estudo mostra mudanças nas relações interpessoais numa sociedade cada vez mais conectada.

Realizada no meio do ano passado com 18 mil usuários cadastrados no BlaBlaCar, em 11 diferentes países, a pesquisa demonstra que as plataformas peer-to-peer aumentaram os índices de confiança digital.

Nas plataformas peer-to-peer, pessoas trocam, vendem, alugam e compartilham informações, conhecimentos, objetos e habilidades, sem grande interferência de terceiros. As relações de compra, venda e troca são baseadas principalmente no engajamento e na reputação online dos usuários.

Antes desse modelo de negócio, a confiança entre duas ou mais pessoas era construída com base no tempo, e só existiam após várias interações entre os mesmos usuários.

Membros de plataformas peer-to-peer, no entanto, encurtam o processo, utilizando-se de classificações e comentários de outros membros da rede. Esse acumulo de capital de confiança é um dos principais fatores de sucesso da rede, segundo mostra o estudo.

Familiares e amigos

O impacto já é visto nas relações interpessoais. Entre os entrevistados, 88% afirmaram confiar mais em membros com perfil preenchido por completo cadastrados na plataforma do BlaBlaCar que nos seus colegas (58%).

Esse resultado é apontado como consequência de uma série de fatores como disponibilidade de dados pessoais pelo próprio usuário, classificação de membros por meio de experiências pessoais entre usuários, confirmação da veracidade de dados e nível de engajamento na plataforma.

O nível de confiança entre os usuários da rede só não foi maior do que nas relações mais próximas, como entre familiares (94%) e amigos (92%).

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Andrew Morrison é um dos líderes do Tiny House Movement / Renato Cruz/inova.jor

Qual é o espaço de que você precisa para viver?

Andrew Morrison vive com a esposa Gabriella numa casa de 19 metros quadrados no Estado de Oregon, nos Estados Unidos. Ele é um dos líderes do Tiny House Movement (movimento de casas pequenas), e participou hoje (12/4) do evento Summit Imobiliário 2016, em São Paulo. “Muita gente acha que diminuir[…]

Leia mais »
Equipes de dois a quatro competidores podem se inscrever na modalidade prática da olimpíada / Denise Casatti/Divulgação

Olimpíada Brasileira de Robótica está com inscrições abertas

A Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) está com as inscrições abertas até 20 de maio. A competição tem como objetivo incentivar estudantes dos ensinos fundamental, médio e técnico a trabalharem em equipe para construir robôs e programá-los. A OBR tem duas modalidades: teórica e prática. Na modalidade teórica, os alunos[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami