inova.jor

inova.jor

Software impulsiona mercado de tecnologia no Brasil

Investimento em software impulsiona mercado de tecnologia da informação no Brasil / Open Grid Scheduler / Creative Commons
Mercado brasileiro de TI cresceu 9,2% em 2015, liderado pelo setor de software / Open Grid Scheduler/Creative Commons

Os investimentos em software incentivaram o avanço do mercado brasileiro de tecnologia da informação no ano passado. Em 2015, o País registrou crescimento de 9,2%, quando comparado ao ano anterior, alcançando US$ 59,9 bilhões.

O resultado faz parte do estudo Mercado Brasileiro de Software e Serviços 2016, produzido pela Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes), em parceria com a consultoria IDC.

Segundo o estudo, o Brasil investiu US$ 12,3 bilhões em software em 2015, um aumento de 30,2% em relação ao ano anterior. Apesar de maior (US$ 33,4 bilhões), o mercado de hardware registrou o menor avanço, de 6,3%, enquanto o setor de serviços cresceu 8,2%.

Em termos globais, o Brasil é oitavo no ranking dos países que mais investem em software e serviços, com gastos de U$ 27 bilhões. Os Estados Unidos (US$ 470 bilhões), Reino Unido (US$ 83 bilhões) e Japão (US$ 77 bilhões) lideram a lista.

Divisão regional

No âmbito local, a Região Sudeste foi a que mais destinou verbas para TI no ano passado, concentrando 60,44% do mercado brasileiro. O Nordeste ficou como segundo colocado, com 10,72%, seguido da Região Centro-Oeste, com 10,64%.

Apesar do cenário negativo da economia brasileira, o estudo prevê um crescimento de 3% nos investimentos de TI para este ano, acima da média global de 2,4%.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

A cafeteira Aram bateu a meta da sua campanha de crowdfunding em menos de 24 horas / Divulgação

Como criar uma campanha de crowdfunding de sucesso

O financiamento coletivo, também chamado crowdfunding, conquistou um espaço importante no Brasil, ao permitir que inventores, artistas, empreendedores e escritores tirem suas ideias do papel. Com a finalidade de formar comunidade, fazer pré-venda de produtos, chamar a atenção das pessoas ou testar o mercado para novas ideias, a prática de captar dinheiro para[…]

Leia mais »

Procuram-se empresas para desenvolver cidades inteligentes

PORTO ALEGRE O mercado de cidades inteligentes (smart cities) e internet das coisas (IoT, na sigla em inglês) no Brasil é pouco aproveitado pelas empresas brasileiras. Segundo Fabiano Hessel, coordenador do Centro de Inovação para Cidades Inteligentes e IoT e professor da PUC do Rio Grande do Sul (PUCRS), o valor[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami