inova.jor

inova.jor

Facebook vai atrás de anunciantes até de caminhão

O "caminhão do Facebook" faz parte do projeto Impulsione seu Negócio e atenderá inicialmente seis cidades / Zé Carlos Barretta/Divulgação / Facebook
O Caminhão do Facebook faz parte do projeto Impulsione seu Negócio / Zé Carlos Barretta/Divulgação

O Facebook quer aproveitar o crescimento do empreendedorismo no Brasil. A empresa de Mark Zuckerberg viaja até de caminhão para ensinar empresários brasileiros a usar a rede social para alavancar negócios.

Considerada referência em pesquisas internacionais, a Monitor Empreendedorismo Global 2015 (GEM, na sigla em inglês) divulgou no início do ano o aumento histórico de 21% de novos empresários no Brasil.

Em dezembro do ano passado, 52 milhões brasileiros eram donos do seu próprio negócio, crescimento de 39,3% em relação a 2014.

O aumento, segundo a pesquisa, é decorrente do empreendedorismo de necessidade, comum em épocas de alta taxa de desemprego e períodos de crise econômica.

O Facebook aposta nesses novos empreendedores. Desde abril, as seis cidades que receberão os jogos de futebol na Olimpíada servem de palco para capacitação e consultoria de melhor uso da rede social, atendidas pelo programa Caminhão do Facebook.

Camila Fusco, diretora de empreendedorismo da rede social, explica que a definição das cidades (São Paulo, Salvador, Manaus, Belo Horizonte, Brasília e Rio de Janeiro) deu-se devido à oportunidade de turismo.

“A escolha ocorreu pela urgência”, destaca Fusco. “Percebemos que elas serão foco do turismo durante os jogos e resolvemos preparar os empreendedores para aproveitar essa oportunidade”.

Cursos gratuitos

Divididos em turmas de 21 pessoas, os empreendedores participam de diversos cursos, para aprender a criar páginas, conteúdos criativos e anúncios na rede social. As aulas acontecem dentro de um caminhão equipado com tablets e internet de alta velocidade.

“Instrutores especialistas do próprio Facebook são convocados para ministrar esses cursos dentro do caminhão. Paralelamente, há atividades numa plenária, um espaço da cidade em que damos palestras, tiramos dúvidas e promovemos trocas de experiências entre os empreendedores da região”, explica a diretora do Facebook.

Os interessados podem ainda receber, gratuitamente, consultoria de melhor uso da rede. Segundo Fusco, quatro especialistas ficam disponíveis para orientação de empresas interessadas em solucionar um problema ou desenvolver estratégias de vendas na rede social.

Em apenas um dia, o caminhão atende em média 200 pessoas. O total de público nas plenárias varia de acordo com o espaço reservado, que “pode ser um teatro, um cinema, ou o que estiver disponível com estrutura e que está perto do caminhão”, completa Fusco.

A publicidade de empresas brasileiras em suas páginas é um mercado atraente para o Facebook. Atualmente, existem 3 milhões de páginas de empresas no País, com uma média de surgimento de 2,7 mil novas por dia.

“A gente percebe que o Facebook é o principal canal de relacionamento de muitas empresas, servindo como uma especie de vitrine. O Brasil é o primeiro a receber o projeto do caminhão, que a partir de agosto vamos disponibilizar em outras cidades”, afirma a executiva.

Os interessados em participar dos eventos podem se cadastrar no site do programa Impulsione Seu Negócio. “Em algumas cidades conseguimos fazer transmissão ao vivo para quem não está presente. É preciso ficar de olho nos eventos que criamos no Facebook, pois é lá que colocamos os links”, explica Fusco, ao completar que quem participa de forma online também pode tirar dúvidas ao vivo durante o evento.

Facebook: As oficinas são ministradas dentro do veículo que possui tablets e internet de alta velocidade / Simon Plestenjak / Divulgação / Facebook
As oficinas são ministradas dentro do veículo, com tablets e internet de alta velocidade / Simon Plestenjak / Divulgação

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

A rede de supermercados Whole Foods é pioneira na venda de orgânicos / Divulgação

Por que a Amazon comprou a Whole Foods

A Amazon anunciou hoje (16/6) a compra da Whole Foods Market por US$ 13,4 bilhões. O negócio representa um reforço na estratégia de lojas físicas da varejista online e uma ameaça a concorrentes como o Walmart. Quando surgiu em 1994, a Amazon era um site de vendas de livros. Com[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami