inova.jor

inova.jor

Para que serve um bueiro inteligente

O bueiro inteligente foi desenvolvido por uma startup chamada Net Sensors / Renato Cruz/inova.jor
O bueiro inteligente foi desenvolvido por uma startup chamada Net Sensors / Renato Cruz/inova.jor

RIO

O Porto Maravilha, no Rio de Janeiro, tem 28 bueiros inteligentes. Cada bueiro é formado por um coletor de lixo sólido e um sensor volumétrico, que avisa via rede celular quando o coletor está cheio.

O bueiro inteligente melhora o ambiente, pois limita a quantidade de lixo sólido que vai para os rios; reduz o custo de manutenção, porque as equipes só o visitam quando ele está cheio; e tem um impacto positivo na vida da população, já que evita enchentes.

A solução faz parte do Programa de Inovação Urbana da Cisco, em parceria com a prefeitura do Rio. O projeto foi implementado pela PromonLogicalis e os bueiros foram desenvolvidos por uma startup chamada Net Sensors.

Segundo Carlos Chiaradia, presidente da Net Sensors, a bateria do sensor do bueiro dura um ano. “De 12 em 12 horas, ele verifica se o coletor está cheio e, em caso positivo, avisa o Centro de Comando e Controle do Porto Maravilha”, explica.

Em São Paulo, a empresa tem 110 bueiros instalados, sendo que, em cerca de 15 pontos, já foi comprovada redução de alagamentos. “Estamos em negociação com mais 11 prefeituras”, afirma Chiaradia.

A PromonLogicalis conversou com interessados pela solução em países como Espanha, Argentina, Uruguai e Colômbia. “Esse pode ser um produto de exportação”, diz Lucas Pinz, gerente sênior de tecnologia da PromonLogicalis.

Programa de aceleração

A Net Sensors foi uma das vencedoras do Desafio Cisco de Inovação Urbana. A empresa participou de um programa de aceleração que durou cinco meses, com apoio técnico do Centro de Inovação da Cisco no Rio.

Fabricante americana de equipamentos de comunicação de dados, a Cisco apresentou hoje (6/7) 15 soluções urbanas inteligentes no Porto Maravilha, muitas delas desenvolvidas em parceria com startups brasileiras.

A região foi revitalizado como preparação para a Olimpíada. “Estamos orgulhosos de trazer o Porto Maravilha para nossa lista mundial de exemplos de cidades inteligentes”, afirma Laércio Albuquerque, presidente da Cisco Brasil.

  • O jornalista viajou a convite da Cisco

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Showroom da Oi em São Paulo tem demonstrações de internet das coisas e big data / Renato Cruz/inova.jor

Como o big data das telecomunicações pode ajudar as cidades

A análise das informações recolhidas pelas operadoras de telefonia móvel, como as mudanças na localização dos clientes durante o dia, abre uma grande possibilidade de melhora da vida nas cidades. Problemas de áreas como mobilidade urbana, educação, trabalho, turismo e segurança podem ser mais bem entendidos a partir do tratamento[…]

Leia mais »
Startup brasileira quer conquistar espaço no mercado internacional de publicidade / Antonio Rublo/Creative Commons

Startup de publicidade móvel aposta em geolocalização

Surgida como um trabalho de estudantes de Ciência da Computação da Universidade Federal de Pernambuco, a startup In Loco Media aposta em publicidade geolocalizada em ambientes fechados. A tecnologia usa os sensores de radiofrequência e de navegação do smartphone para mapear a localização de uma pessoa com precisão de um a três metros, muito[…]

Leia mais »

3 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami