inova.jor

inova.jor

Consultoria premia empreendedores da saúde

Prêmio prevê R$ 50 mil ao empreendedor com melhor projeto para melhorias na saúde / Adrian Clark / Creative Commons / Flickr
Prêmio de R$ 50 mil será destinado ao empreendedor com o melhor projeto de saúde / Adrian Clark / Creative Commons

Empreendedores com projetos para melhorias na área de saúde podem concorrer a R$ 50 mil e ao auxílio de especialistas para levar a ideia ao mercado.

Promovido pela consultoria Everis, o Prêmio Empreenda Saúde está na segunda edição, com inscrições até 29 de agosto.

Os interessados devem preencher uma ficha de inscrição e apresentar um resumo sobre o projeto no site da premiação.

É possível se inscrever tanto como pessoa física quanto em grupo. Nesse segundo caso, é necessário eleger um representante no ato de inscrição.

A intenção é encontrar projetos que melhorem, na prática, processos, tecnologias ou métodos de gestão na área de saúde.

As áreas contempladas são:

  • assistência integral à saúde;
  • eficiência em produtos e processos assistenciais; e
  • mecanismos de integração educacional e saúde.

As ideias serão avaliadas por especialistas em inovação, pesquisadores, professores e empresários do setor.

Os critérios de avaliação serão baseados na aplicabilidade e relevância do problema, inovação e nível de contribuição para melhoria do sistema de saúde como a quantidade de pessoas a serem beneficiadas com o projeto.

Finalistas

Os cinco finalistas devem fazer uma apresentação presencial aos jurados no dia 31 de outubro. O resultado final será divulgado em um evento no dia 17 de novembro.

Saúde: Hilda Cerdeira e Paula Renata Cerdeira Gomez, da Epistemic / Divulgação
Hilda Cerdeira e Paula Renata Cerdeira Gomez, da Epistemic / Divulgação

O vencedor levará pra casa R$ 50 mil em certificados de barras de ouro, além de receber apoio de especialistas para tornar a ideia realidade.

Realizada no ano passado, a primeira edição premiou um algoritmo capaz de detectar ataques epiléticos com 25 minutos de antecedência. O grupo vencedor foi liderado por Paula Renata Cerdeira Gomez, presidente da Epistemic.

A proposta é criar um sensor a ser implantado no corpo do paciente, conectado a um smartphone ou computador vestível, para avisar o próprio paciente, familiar ou acompanhante. Também está prevista uma versão hospitalar, para avisar a equipe médica de pacientes internados.

A Everis pertence ao grupo NTT Data, sexta maior empresa de serviços de tecnologia da informação do mundo.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Darwin: Programas de incubação e aceleração de startups têm crescido exponencialmente / Divulgação

O que Charles Darwin tem a ensinar às empresas inovadoras

Criar soluções diferentes para necessidades globais tornou-se atividade essencial no século 21. A demanda por novidades e evoluções tecnológicas fez com que a palavra inovação fosse disseminada em mercados e setores diversos, ampliando conceitos como pesquisa e desenvolvimento (P&D) e disrupção. Para empresas, grandes ou pequenas, a inovação tem capacidade[…]

Leia mais »
Amos Genish, da Vivo, diz que empresas precisam ser mais inovadoras

‘Brasil precisa criar centros tecnológicos’, diz presidente da Vivo

“O Brasil precisa criar centros tecnológicos aqui”, afirmou ontem Amos Genish, presidente da Vivo, durante a inauguração da nova sede da Wayra, aceleradora de startups do grupo espanhol. “Para saírem da crise, as empresas brasileiras precisam inovar mais, para se tornarem mais competitivas.” Segundo Genish, não falta competência aos profissionais[…]

Leia mais »

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami