inova.jor

inova.jor

Pfizer seleciona startups de saúde para aceleração

As startups vencedoras terão monitoria de executivos da Pfizer do Brasil e dos Estados Unidos / Divulgação
As startups vencedoras terão monitoria de executivos da Pfizer do Brasil e dos Estados Unidos / Divulgação

Startups brasileiras com soluções para a área de saúde são o foco da segunda edição do prêmio Desafio Pfizer. O concurso escolherá três novas empresas para participar de um projeto de aceleração, com mentoria de executivos da Pfizer no Brasil e Estados Unidos.

O programa conta com a parceira da Berrini Ventures, aceleradora brasileira criada no ano passado com foco em startups de saúde.

Entre os inscritos, 12 novas empresas serão escolhidas para apresentar seu projeto a uma banca formada por executivos da Pfizer, da Berrini Ventures e de grandes empresas do setor.

As três startups mais bem colocadas no ranking serão selecionadas para participar da aceleração. O anúncio acontecerá em 27 de setembro, durante o Hospital Innovation Show, em São Paulo.

Os vencedores terão encontros semanais com um time de mentores. Entre os membros escalados para dar orientações está Maria Lanzarone, diretora de Produto para a América Latina da Pfizer; Sílvio Ferrari, diretor de Marketing e Vendas da Área Hospitalar da Pfizer Brasil; e Fernando Cembranelli, presidente da Berrini Ventures.

Podem se inscrever startups que estão em qualquer uma das três etapas de desenvolvimento:

  • early-stage (fase inicial);
  • commitment (empresas com solução em uso beta por usuários), e
  • scalling (que possui produtos finalizados e estão em ritmo de crescimento expressivo no número de clientes).

Os interessados precisam fazer as inscrições até o dia 4 de setembro pelo site do Desafio Pfizer.

Premiados

A primeira edição do prêmio, realizada no ano passado, teve quatro startups vencedoras.

Os projetos selecionados focam em soluções de problemas a longo prazo:

  • A LinCare  desenvolveu uma pulseira inteligente para monitorar idosos com doenças crônicas.
  • A Epistemic criou um dispositivo que detecta surtos epiléticos 25 minutos antes, enviando um alerta para o celular do paciente e do médico.
  • DoctorID criou uma solução para melhorar a gestão de plantões e escalas médicas.
  • Clever Care monitora pacientes à distância. reduzindo custos operacionais para hospitais e pacientes.

A Epistemic também foi a vencedora do Prêmio Empreenda Saúde, da consultoria Everis, no ano passado.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

França procura startups brasileiras

Startups de todas as partes do mundo podem concorrer a um ano de atividades numa incubadora da França com as despesas pagas. O programa French Tech Ticket quer encontrar 70 empresas em fase de criação ou expansão dispostas a se desenvolver com o auxílio de profissionais especializados. Para participar, as startups[…]

Leia mais »
Orlando Purim Jr. comanda a Atar, que criou uma pulseira inteligente / Renato Cruz/inova.jor

Pulseira substitui cartão de débito

A Atar, startup sediada em Timbó (SC), criou uma pulseira inteligente, que substitui o cartão de débito. Ela funciona com tecnologia NFC (sigla em inglês de comunicação de proximidade). Para pagar, é só aproximá-la do leitor de cartões e digitar a senha. “Oitenta e cinco por cento dos leitores de[…]

Leia mais »

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami