inova.jor

inova.jor

‘Nunca faço business plan quando começo um negócio’

Antes da Brasil/CT, Marcos Wettreich criou o iBest e a MLab / Divulgação
Antes da Brasil/CT, o empreendedor Marcos Wettreich criou o iBest e a MLab / Divulgação

Marcos Wettreich é um pioneiro da internet brasileira. Quem acompanhou a chegada da operação comercial da rede no Brasil, há pouco mais de duas décadas, lembra-se da revista Internet World e da empresa de eventos Matel, dois empreendimentos de Wettreich.

Também deve se lembrar do iBest, que surgiu como prêmio e acabou se transformando em provedor de acesso gratuito, e da MLab, que desenvolvia websites. Assim como a Internet World e a Matel, foram empresas fundadas e vendidas pelo empreendedor.

Depois disso, ele criou um site chamado WeShow, em que as pessoas votavam nos melhores vídeos publicados em serviços como YouTube e Dailymotion. “Chegamos a ser o maior agregador de vídeos do mundo em 2007”, conta o empreendedor.

Atualmente, Wettreich está à frente da Brasil/CT. A empresa opera o e-commerce de grandes marcas no Brasil, como Avon, Disney, Whirpool, Tramontina e Mattel. Além disso, a Brasil/CT também é responsável pelo Mercado PME, especializado no comércio eletrônico entre empresas.

Criada em 2010, a Brasil/CT começou, no ano seguinte, a operar o programa de fidelidade do Banco Santander. “O maior volume de transações ainda é do Santander”, afirma Herbert Cepera, diretor de operações da Brasil/CT.

Plano de negócios

Wettreich tem mais de três décadas como empreendedor. “Nunca faço business plan quando começo um negócio“, afirma. “A chande de um negócio mudar ao longo do tempo é de 99,9%.”

Na internet brasileira, existem quatro grandes marketplaces: MercadoLivre, WalMart, B2W (Submarino, Americanas e Shoptime) e Cnova (Extra, Ponto Frio e Casas Bahia).

Quando um fabricante terceiriza sua operação, a Brasil/CT torna-se responsável por colocar seus produtos nesses marketplaces. “Já estamos conectados a eles, o que nos torna a maior integradora da indústria com a nuvem de consumidores online”, diz Wettreich.

Em maio, a Brasil/CT recebeu um aporte de R$ 35 milhões do fundo Invest Tech. Segundo seu fundador, a empresa já é lucrativa desde 2014, e faturou R$ 134 milhões no ano passado.

Com cerca de 160 funcionários, a Brasil/CT tem sede em São Paulo e centros logísticos em Barueri.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Camargo Corrêa Infra seleciona startups para serem fornecedoras ou parcerias / Divulgação

Camargo Corrêa Infra seleciona startups

A Camargo Corrêa Infra recebe inscrições para seu primeiro programa de startups, chamado Infra i9. O prazo termina em 29 de julho e os interessados podem se inscrever aqui. O programa procura startups que estejam pelo menos no estágio de produto mínimo viável (MVP, na sigla em inglês) desenvolvido e/ou[…]

Leia mais »
Google for Startups Campus busca soluções com assistentes virtuais / Divulgação

Google for Startups Campus seleciona residentes

O Google for Startups Campus de São Paulo seleciona empresas interessadas em desenvolver soluções com assistentes virtuais. O espaço que se chamava Campus São Paulo está com inscrições abertas para sua quarta turma de statups residentes. Os interessados podem se inscrever até 19 de novembro no site do programa. Durante seis[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *