inova.jor

inova.jor

Como a fibra óptica pode funcionar como sensor

Fibra óptica é usada como sensor de movimento numa ponte na Inglaterra / Engineering at Cambridge/Creative Commons
Fibra óptica é usada como sensor de movimento numa ponte na Inglaterra / Engineering at Cambridge/Creative Commons

A Furukawa, fabricante japonesa de fibra óptica, tem planos para o mercado de internet das coisas. A ideia da empresa é fornecer diferentes tipos de sensores ópticos, que não precisam de energia elétrica para funcionar e são imunes à interferência eletromagnética.

Ao medir o comportamento do feixe de luz que passa por uma fibra, é possível conhecer características do ambiente em que ela está. Uma das aplicações é a medição do nível de água nos reservatórios.

“Temos conversas com consultores que dão apoio ao sistema para medir automaticamente o nível de água”, afirma Foad Shaikhzadeh, presidente da Furukawa no Brasil.

Além de medir o nível de água, a fibra óptica pode ser usada para medir temperatura, pressão e tensão, entre outras características do ambiente.

“Uma das mais antigas aplicações de sensor óptico no Brasil é da Embraer, que usa a fibra como giroscópio”, exemplifica Shaikhzadeh.

O giroscópio é um sensor que identifica mudanças de direção, usado tanto em aeronaves quanto em eletrônicos como o celular.

Guilherme Hoffmann, engenheiro de Banda Larga da Furukawa, passou uma temporada em treinamento no Japão, onde viu outras aplicações de sensores ópticos.

“Vi a demonstração de um braço robô em que a fibra óptica era usada para identifica o movimento em cada uma das suas juntas”, afirma Hoffmann. “A fibra também pode funcionar como microfone.”

No microfone óptico, um laser é refletido num diafragma, que vibra de acordo com o som e modifica a direção da luz refletida. Um fotodetector transforma essa luz em som analógico ou digital.

Há dois anos, a Furukawa lançou uma câmera ligada à fibra óptica, sem fonte de energia, capaz de transmitir imagens por uma distância de 10 quilômetros.

Outra aplicação dos sensores ópticos é na engenharia civil. A fibra óptica pode ser empregada, por exemplo, para monitorar as condições de uma ponte em que trafegam trens de alta velocidade com carga pesada.

Loja para provedores

A Furukawa lançou esta semana sua loja virtual de soluções de rede óptica para provedores de acesso. No site, é possível desenhar um projeto de rede, comprar a fibra óptica e equipamentos e ter acesso a financiamento.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

TIM: ‘O brasileiro ama o celular, mas odeia a operadora’

Com investimento previsto de R$ 14 bilhões até 2017, a TIM Brasil quer se tornar a queridinha dos usuários de telefonia móvel e internet de banda larga nos próximos anos. Entre as principais apostas da empresa está a melhora da experiência no uso da internet. “Nos últimos três anos, investimos para[…]

Leia mais »
A Angola Cables é considerada uma empresa-âncora do Parque Tecnológico de Fortaleza / Divulgação

Por que a Angola Cables quer conectar o Brasil à África

Os Estados Unidos ainda concentram boa parte do tráfego mundial de internet. Provedores de outros países contratam conexões até lá e as comunicações internacionais passam pela infraestrutura norte-americana. Os projetos da Angola Cables fazem parte de um esforço de descentralização. O West Africa Cable System (Wacs), sistema de cabos submarinos[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami