inova.jor

inova.jor

Saint-Gobain procura startups no Cubo

Dirigentes da Saint-Gobain planejam visitar semanalmente as startups do Cubo / Divulgação
Dirigentes da Saint-Gobain planejam visitar semanalmente as startups do Cubo / Divulgação

Criado no ano passado, o Cubo Coworking Itaú tornou-se um espaço de referência para startups digitais, principalmente para as chamadas fintechs, que oferecem serviços financeiros.

Recentemente, a Saint-Gobain fechou uma parceria com o Cubo. O que uma empresa de materiais de construção e industriais busca nesse ambiente?

“É um projeto muito importante para nós”, afirma o presidente da Saint-Gobain para o Brasil, Argentina e Chile, Thierry Fournier. “Resolvemos nos aproximar de startups para acelerar a inovação.”

A ideia é que dirigentes da Saint-Gobain passem pelo menos um dia por semana no Cubo para interagir com startups.

As oportunidades inicias, de acordo com Fournier, são de melhorar a atuação da empresa em áreas como marketing e tecnologia da informação.

Num segundo momento, o executivo espera que a presença da Saint-Gobain no Cubo atraia empresas iniciantes que atuem em outros setores.

Prioridades

Fournier enumerou três prioridades da área de pesquisa e desenvolvimento da empresa:

  • localizar formulações de produtos, para reduzir a dependência de insumos importados, que têm impacto da variação do dólar;
  • criar soluções particulares para o Brasil, como novos novos materiais para encanamento de esgotos, já que a água de esgoto daqui é mais ácida que em países de clima mais frio;
  • avançar na indústria 4.0, com sistemas que permitam a colaboração entre humanos e robôs.

A Saint-Gobain tem um centro de pesquisa e desenvolvimento em Capivari (SP). Presente há 79 anos no Brasil, a empresa é responsável pelas marcas como Brasilit, Isover, Weber Quartzolit e Telhanorte.

Em julho, a TIM Brasil também anunciou uma parceria com o Cubo.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Na Garagem da IBM são criados MVPs para testar soluções para grandes empresas / Mariana Lima / inova.jor

IBM cria garagem para agilizar inovação em empresas brasileiras

A IBM Brasil lançou ontem (15/2) a Garagem 1157, um espaço destinado a empresas brasileiras que queiram desenvolver e testar soluções de internet das coisas, blockchain e computação cognitiva. O projeto, que já existe em cidades como São Francisco, Nova York, Tóquio e Toronto, é baseado na metodologia de Garagem Bluemix, desenvolvido pela IBM com[…]

Leia mais »
A Bellus 3D criou um scanner que se conecta ao celular e capta imagens 3D do rosto / Renato Cruz/inova.jor

CES 2017: Conheça 10 projetos criados por startups

LAS VEGAS O Eureka Park é o espaço que reúne startups na CES, evento de eletrônicos de consumo que terminou semana passada em Las Vegas. Neste ano, reuniu cerca de 600 empresas iniciantes de várias partes do mundo. Abaixo, destaco 10 projetos interessantes apresentados por elas. Scanner facial Sediada em[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami