inova.jor

inova.jor

‘STF é protagonista na evolução do direito das comunicações’

STF: Conteúdo Patrocinado - Meister Scorsim Advocacia

A regulamentação da TV digital é um dos temas tratados no livro sobre as decisões do STF / Gabriel Jabur/Agência Brasília
A regulamentação da TV digital é um dos temas tratados no livro sobre as decisões do STF / Gabriel Jabur/Agência Brasília

As decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) têm impacto importante na interpretação constitucional da legislação dos setores de comunicação social, telecomunicações, radiodifusão, televisão por assinatura e internet.

No livro Temas de Direito das Comunicações na Jurisprudência do STF, o advogado Ericson M. Scorsim – doutor em Direito pela USP, mestre em Direito pela UFPR, especialista em Direito das Comunicações e sócio fundador do Escritório Meister Scorsim Advocacia – analisa como o STF formulou, ao longo das últimas décadas, jurisprudência sobre diversos temas relacionados ao direito das comunicações.

“O Supremo Tribunal Federal é um dos principais protagonistas na evolução do direito das comunicações, especialmente no exercício da jurisdição constitucional em relação aos temas de comunicação social, de telecomunicações e, mais recentemente de internet, com o caso do bloqueio judicial do WhatsApp”, adianta Ericson M. Scorsim.

O e-book gratuito é o segundo da série iniciada pelo volume Direito das Comunicações – Regime Jurídico: Telecomunicações, Internet, TV por Radiodifusão e TV por Assinatura, o qual, em breve, estará disponível para download no site da Meister Scorsim.

Para o autor, o segundo livro é uma oportunidade para conhecer a regulação setorial, na aplicação prática da Constituição e da legislação das comunicações pelo STF.

“O propósito dos e-books é servir como fonte de consulta qualificada e referência para os profissionais interessados nos temas, principalmente nas questões regulatórias, legais e jurisprudenciais de internet, telecomunicações e televisão e rádio”, diz.

A coleção tem como público-alvo interessados em conhecer mais sobre a legislação brasileira das comunicações, como executivos de empresas do setor, profissionais de direito, empreendedores, jornalistas e integrantes de agências reguladoras setoriais e do judiciário.

Terceiro volume

Ericson M. Scorsim / Divulgação
Ericson M. Scorsim / Divulgação

Segundo o advogado, a coleção foi organizada de forma que o primeiro e-book apresente uma visão panorâmica, sistêmica e sintética do direito das comunicações, que o segundo exemplar faça a exposição da jurisprudência do STF e o terceiro e último, chamado Coletânea de Legislação do Direito das Comunicações, reúna num só volume as principais leis, decretos e resoluções do setor.

“A metodologia adotada na construção dos e-books foi para apresentar temas complexos, mas de modo simples, com a articulação das questões regulatórias dos referidos setores econômicos”, explica Scorsim.

O primeiro livro Direito das Comunicações  será lançado também nas versões em inglês, espanhol e francês. “Existe toda uma infraestrutura de redes de comunicações entre Brasil, América Latina, Estados Unidos e Europa, que proporciona conexões entre pessoas, empresas e instituições, integrando os continentes e favorecendo o comércio e a cultura entre os povos”, afirma.

“Além disso, a promulgação da lei brasileira do Marco Civil da Internet repercutiu positivamente no cenário internacional, despertando o interesse pelo tema”, complementa.

Segundo o autor, a opção pela publicação digital e gratuita garante facilidade para o profissional que deseja ter os ebooks para tirar dúvidas sobre a regulação setorial, de modo com prático. Os próximos volumes da coleção Direito das Comunicações devem estar disponíveis para download a partir de novembro, no site meisterscorsim.com.

Ericson M. Scorsim disponibiliza ainda um canal de relacionamento para o qual os leitores e interessados nos temas podem enviar críticas, sugestões e comentários pelo e-mail contato@meisterscorsim.com.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Os brasileiros compraram mais celulares e menos computadores / Foto: Hernán Piñera/Creative Commons

Pesquisa do IBGE mostra crescimento do celular no acesso à internet

O acesso à internet estava estagnado no Brasil. Em 2013, a Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), havia mostrado que 49,4% dos brasileiros acessavam a rede mundial, um crescimento pequeno em relação aos 49,2% do ano anterior. Em 2014, esse número[…]

Leia mais »
Showroom da Oi em São Paulo tem demonstrações de internet das coisas e big data / Renato Cruz/inova.jor

Como o big data das telecomunicações pode ajudar as cidades

A análise das informações recolhidas pelas operadoras de telefonia móvel, como as mudanças na localização dos clientes durante o dia, abre uma grande possibilidade de melhora da vida nas cidades. Problemas de áreas como mobilidade urbana, educação, trabalho, turismo e segurança podem ser mais bem entendidos a partir do tratamento[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami