inova.jor

inova.jor

CI&T: ‘É preciso ser competitivo globalmente’

Soluções de aprendizado de máquina já são o principal produto da CI&T para clientes nos EUA / Renato Cruz/inova.jor
Soluções de aprendizado de máquina já são o principal produto da CI&T para clientes nos EUA / Renato Cruz/inova.jor

CAMPINAS

Fundada em 1995 em Campinas, a CI&T está entre as empresas de tecnologia mais internacionalizadas do Brasil. Com dois centros de desenvolvimento no País e um na China, deve obter do exterior 40% do faturamento de R$ 400 milhões previsto para este ano. Lá fora, o principal mercado são os Estados Unidos.

“É preciso ser competitivo globalmente”, explica Cesar Gon, presidente e fundador da CI&T. “Além de ser um mercado importante, atuar nos EUA nos dá uma visão mais ampla sobre o mercado.”

Ele cita como exemplo os projetos de aprendizado de máquina (machine learning, um ramo da inteligência artificial) que a CI&T tem desenvolvido para clientes norte-americanos.

Enquanto mobilidade ainda é o carro-chefe da companhia no Brasil, o soluções de aprendizado de máquina são o principal produto nos EUA.

“Não são somente early adopters”, destaca Gon. “No ciclo anterior, quando as companhias brasileiras começaram a demandar mais mobilidade, já estávamos preparados por atender o mercado norte-americano.”

Filhas da Unicamp

A CI&T é uma das maiores “filhas da Unicamp”, empresas criadas por empreendedores que estudaram na Universidade Estadual de Campinas.

No ano passado, havia 286 filhas da Unicamp, que faturaram cerca de R$ 3 bilhões e empregaram 19,2 mil pessoas.

A CI&T emprega 2,3 mil pessoas, sendo 300 fora do Brasil. “Somos o terceiro maior contratador de formandos da área de exatas da Unicamp”, afirma Gon.

Quando surgiu, a CI&T produzia sistemas de gerência de redes. Depois, passou a oferecer desenvolvimento de software em padrão internacional.

Atualmente, os focos estão em áreas como internet das coisas, aprendizado de máquina e transformação digital. “Quando uma área se torna commodity, nós saímos dela”, diz o presidente da CI&T, e cita como exemplo a manutenção de sistemas de gestão SAP.

Laboratório de inovação

No ano passado, a SulAmérica criou o Inova SAS, um laboratório de inovação que tem como parceira a CI&T.

A empresa de tecnologia aplicou metodologias ágeis, análise de dados, prototipagem, impressão tridimensional, análise de dados e desenvolvimento de aplicações móveis para criar soluções de transformação digital para o setor de seguros.

Das soluções criadas pelo Inova SAS, duas vão entrar em produção em breve. Uma delas é um canal de bate-papo para atendimento, integrado ao sistema da Salesforce já adotado pela SulAmérica.

Outra é um aplicativo para melhorar o processo de reembolso médico, que fará a leitura digital do recibo escrito à mão para entrada e validação no sistema.

“Em projetos como esses, exercitamos a tese de inovação aberta, com ciclos rápidos de inovação”, afirma Gon.

Cesar Gon, da CI&T, destaca a importância da inovação aberta / Renato Cruz/inova.jor
Cesar Gon, da CI&T, destaca a importância da inovação aberta / Renato Cruz/inova.jor

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Nextel: ‘Consideramos amigas as empresas de internet’

Você acha difícil entrar em contato com a operadora de telefonia móvel para mudar o plano? A Nextel quer tornar totalmente digitais os processos de contratação, pagamento e controle do pacote de dados. A empresa anunciou hoje (6/12) o Happy, plano flexível que tem como base um aplicativo. Ele é ativado no momento em que[…]

Leia mais »
Programa de startups busca soluções de internet das coisas para o agronegócio / Shell

Vivo, Raízen e Ericsson buscam soluções para o agronegócio

  A Vivo, Raízen e Ericsson buscam startups com soluções de internet das coisas voltadas ao agronegócio, no programa Agro IoT Lab 2018. Os interessados podem se inscrever até 14 de outubro no site do Pulse, hub de inovação da Raízen. Serão selecionados dez projetos que aumentem a produtividade, reduzam[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *