inova.jor

inova.jor

HackBrazil leva empreendedores a Harvard e ao MIT

Alunos brasileiros de Harvard e do MIT patrocinam o evento / Niall Kennedy / Creative Commons

Empreendedores brasileiros podem inscrever soluções tecnológicas para problemas brasileiros até o dia 30 deste mês no HackBrazil.

Criada por alunos brasileiros de Harvard e do Instituto de Tecnologia da Massachusetts (MIT, na sigla em inglês), a competição anual reúne propostas para melhorar as condições de vida no Brasil.

Os inscritos terão suas ideias avaliadas pelos coordenadores da HackBrazil. Dois grupos vencedores, de até três integrantes, serão selecionados para apresentar os projetos em abril durante a terceira edição da Brazil Conference at Harvard and MIT, em Massachusetts (EUA).

As despesas de viagem dos dois grupos selecionados serão pagas pelo HackBrazil.

Mentoria

Durante o mês de janeiro, os selecionados terão acesso a webinars sobre técnicas de oratórias e conceitos de programação.

Nesse período, receberão ainda mentoria de profissionais como Camila Farani, presidente do Gávea Angels, e Gustavo Roxo, chefe de tecnologia do banco BTG Pactual.

O Brazil Conference contará com a participação de personalidades de destaque no Brasil, como Marina Silva, fundadora da Rede Sustentabilidade, juiz Sérgio Moro, ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), e procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

O criador da Azul Linhas Aéreas, David Neeleman, e o controlador da AB InBev, Jorge Paulo Lemann, também estão confirmados para o evento.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Desafio para startups da J&J quer atender necessidade dos idosos / SESC SP/Creative Commons

Johnson & Johnson busca parceria com startups brasileiras para atender idosos

A Johnson & Johnson busca startups latino-americanas que tenham soluções de saúde voltadas para idosos. O programa Innovation Challenge on Aging Consumers aconteceu no Brasil por meio de parceria com a 100 Open Startups. Está prevista para abril a divulgação do nome da startup vencedora do desafio. Ela vai desenvolver um projeto com técnicos[…]

Leia mais »
Vincent Barlier, da FlexEnable, demonstrou uma tela flexível / Renato Cruz/Inova.jor

MWC2016: Prepare-se para os eletrônicos flexíveis feitos de grafeno

BARCELONA O grafeno é formado por átomos de carbono organizados numa malha bidimensional, como favos de mel. Na vértice de cada hexágono dessa malha há um átomo. É muito mais resistente que o aço, além de ser um excelente condutor de calor e eletricidade. Apesar de ser conhecido teoricamente desde meados do século passado, o grafeno[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami