inova.jor

inova.jor

Bancos de investimento podem cortar custos com blockchain

A tecnologia blockchain serve de base para a moeda criptográfica bitcoin / Stig Morten Waage/Creative Commons
A tecnologia blockchain serve de base para a moeda criptográfica bitcoin / Stig Morten Waage/Creative Commons

O blockchain, tecnologia que suporta a moeda virtual bitcoin, pode reduzir os gastos com infraestrutura dos bancos de investimentos em até 30%, segundo as consultorias Accenture e McLagan.

O relatório Banking on blockchain: a value analysis for investment banks baseia-se nos modelos operacionais e dados de custos reais de oito dos dez maiores bancos de investimento do mundo.

A previsão é que, ao adotar a tecnologia, esses bancos reduzam seus custos anuais em US$ 8 bilhões, de um total de US$ 30 bilhões, segundo o relatório.

O blockchain é um sistema distribuído de registros de transações, que dispensa câmaras de compensação e garante a identidade das partes.

No caso dos bancos, a tecnologia melhoraria a gestão das informações dos clientes, traria maior transparência às operações, combateria erros e fraudes e reduziria custos com auditoria e reconciliação.

 

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Centrais de atendimento devem ir para a nuvem na América Latina

O mercado de centrais de atendimento on-premises (instaladas na própria empresa) movimentaram US$ 240 milhões na América Latina em 2015, sendo que o Brasil representou 50% do total. Em 2021, esse montante deve alcançar US$ 275,5 milhões. No mesmo ano, as soluções em nuvem devem representar mais do que 30% do[…]

Leia mais »
A Verizon comprou as operações principais do Yahoo por US$ 4,8 bilhões / Scott Beale / Laughing Squid

Venda do Yahoo marca o fim de uma era

Houve um tempo em que o Yahoo era o site mais visitado do mundo. Antes de ser ultrapassado pelo Google, ele consolidou o modelo de portal de internet. A ideia era ter de tudo um pouco: notícia, entretenimento, cotações, busca e entretenimento, para que as pessoas pudessem ter o que precisam num[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *