inova.jor

inova.jor

Telefônica investe R$ 49 milhões em startups brasileiras

A Wayra, aceleradora do Grupo Telefônica, já recebeu 58 startups brasileiras / Divulgação
A Wayra, aceleradora do Grupo Telefônica, já recebeu 58 startups brasileiras / Divulgação

O Grupo Telefônica, por meio do programa global de inovação Open Future, investiu €166 milhões em startups pelo mundo, nos últimos seis anos. Parte desse montante foi destinada ao Brasil.

Ao todo, 1.532 startups passaram pelo programa. A Telefônica já registrou €40 milhões em retorno sobre o investimento por meio de venda de sua participação nas empresas negociadas no mercado.

O Brasil figura na quarta posição dos países com mais startups apoiadas desde 2012, quando foi criada a Wayra Brasil. Até o fim do ano passado, 58 empresas brasileiras tinham passado pelo programa.

O País recebeu R$ 9,3 milhões em investimentos durante os quatro anos de operação da aceleradora. Além disso, o fundo Amérigo, também do grupo espanhol, investiu outros R$ 40 milhões em seis startups brasileiras.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Cotidiano: Camilla Tapias, da Vivo, e Renato Pasquini, da Frost, participam do Start Eldorado / inova.jor

Start Eldorado: Qual é o impacto da tecnologia no cotidiano

Camilla Tapias, da Vivo, e Renato Pasquini, da Frost, participam do Start Eldorado / inova.jor   Qual é o impacto da tecnologia no cotidiano das pessoas? Na quarta-feira (10/10), Camilla Tápias, vice-presidente da Telefônica Vivo, e Renato Pasquini, presidente da Frost & Sullivan no Brasil e na América Latina, falaram sobre digitalização,[…]

Leia mais »
Operadoras brasileiras passam por processo de transformação digital / Senado Federal/Creative Commons

‘Maioria das operadoras brasileiras ainda opera como commodity’

Com a nova Lei Geral de Telecomunicações travada no Congresso após embate na Justiça, os investimentos no setor para neste ano não devem ser muito diferentes do que em 2016. A crise econômica e a instabilidade na aprovação da lei têm segurado investimentos das operadoras, que continuam sendo constantemente pressionadas[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami