inova.jor

inova.jor

Só a banda larga cresce nas telecomunicações brasileiras

Infraestrutura: Discussão sobre franquia de dados da banda larga tem se limitado ao acesso / mohsend72/Creative Commons
O Brasil ganhou 1,1 milhão de novos clientes de banda larga fixa no ano passado / mohsend72/Creative Commons

No ano passado, a banda larga fixa foi o único serviço de telecomunicações que cresceu no Brasil, de acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

O País ganhou 1,1 milhão de novos acessos, o que representou um crescimento de 4,33% sobre 2015. Em novembro e dezembro, no entanto, a banda larga fixa apresentou queda de 0,58%, o que indica desaceleração.

A telefonia móvel foi o serviço que apresentou a maior queda, com perda de 13,7 milhões de linhas (5,3% do total), apesar do avanço da quarta geração (4G).

A TV paga também teve queda de 1,63% na base de assinantes, com a perda de 311,3 mil contratos, enquanto as linhas fixas mantiveram a tendência de queda registrada em outros anos.

O Brasil perdeu 1,8 milhão de telefones fixos em 2016.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

A Algar Telecom criou um espaço aberto ao ecossistema de inovação / Renato Cruz/inova.jor

Algar Telecom aposta em startups e inovação aberta

UBERLÂNDIA Granja Marileusa é um bairro inteligente que está sendo construído em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Quando escolheu a Nokia para fornecer infraestrutura de telefonia celular no ano passado, a Algar Telecom incluiu no acordo o desenvolvimento de projetos de internet das coisas nesse bairro. A operadora adotou um modelo de inovação aberta,[…]

Leia mais »
Empresa planeja começar a operar serviços de celular para carros conectados em junho de 2017 / Renato Cruz/inova.jor

T-Systems será operadora móvel virtual no Brasil

A T-Systems, empresa do grupo Deustche Telekom, será operadora móvel virtual no Brasil. A modalidade de serviço, também chamada de Mobile Virtual Network Operator (MVNO), permite que uma empresa ofereça comunicações móveis sem ter de construir rede própria. O projeto começou há um ano, e veio da necessidade de fornecer[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *