inova.jor

inova.jor

Embrapii e CNI querem aproximar empresários e institutos de pesquisa

Embrapii: Instituto de pesquisa do Senai, na Bahia, está entre as visitas programadas do programa / Rafael Martins / Sistema FIEB/ Divulgação
Instituto de pesquisa do Senai, na Bahia, está entre os laboratórios a serem visitados / Rafael Martins/Sistema FIEB

Empresários interessados em aproximar suas companhias de institutos e centros de pesquisa no Brasil e no exterior já podem se inscrever no Programa de Imersões em Ecossistemas de Inovação.

O projeto é fruto da parceria entre a Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), da Confederação Nacional da Indústria (CNI), e a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii).

A programação prevê visitas a unidades da Embrapii em cinco Estados brasileiros. São laboratórios especializados em áreas como materiais sustentáveis e de alto desempenho, sensorização e otimização de sistemas de manufatura.

Durante o primeiro ano de programa, no ano passado, 68 executivos e 41 instituições tiveram acesso a mais de 23 centros de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I). Houve ainda imersões nos Estados Unidos e na Alemanha.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

O etanol celulósico é uma das áreas promissoras para o Brasil nos próximos anos / Secr. Agricultura SP/Creative Commons

Brasil cai no ranking de inovação em tecnologia limpa

O Brasil caiu cinco posições no ranking de inovação em tecnologia limpa, ficando em 30.º lugar entre 40 países analisados. A informação está disponível na terceira edição do relatório Global CleanTech Innovation Index, do WWF. O estudo anterior havia sido divulgado em 2014. A principal queda do Brasil foi no[…]

Leia mais »

Procuram-se empresas para desenvolver cidades inteligentes

PORTO ALEGRE O mercado de cidades inteligentes (smart cities) e internet das coisas (IoT, na sigla em inglês) no Brasil é pouco aproveitado pelas empresas brasileiras. Segundo Fabiano Hessel, coordenador do Centro de Inovação para Cidades Inteligentes e IoT e professor da PUC do Rio Grande do Sul (PUCRS), o valor[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *