inova.jor

inova.jor

O que falta para desligar a TV analógica em São Paulo

Dia 29 de março o sinal de TV analógica deve ser desligado em São Paulo / Ana Nascimento/MDS
Dia 29 de março o sinal de TV analógica deve ser desligado em São Paulo / Ana Nascimento/MDS

São Paulo foi a primeira cidade brasileira a receber o sinal de TV digital, em dezembro de 2007.

Deve ser a segunda grande cidade a ter a TV analógica desligada, em 29 de março. Em novembro do ano passado, houve o desligamento em Brasília.

A TV analógica precisa ser desligada porque suas frequências serão usadas para ampliar a quarta geração da telefonia celular (4G).

Um estudo do Ibope mostrou que 86% dos lares da região metropolitana de São Paulo jã estão preparados para receber a TV digital. Ou seja, se o desligamento acontecesse hoje, 14% das residências passariam a ver tela preta.

As regras para o apagão digital define que 93% dos domicílios precisam receber o sinal digital. Essa marca deve ser alcançada com a na distribuição de kits com conversor e antena para famílias inscritas no Cadastro Único do governo.

No próximo dia 20, o Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired) vai se reunir para reavaliar o prazo final do sinal analógico para a cidade de São Paulo e mais 38 municípios do entorno.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

A regulamentação da TV digital é um dos temas tratados no livro sobre as decisões do STF / Gabriel Jabur/Agência Brasília

‘STF é protagonista na evolução do direito das comunicações’

As decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) têm impacto importante na interpretação constitucional da legislação dos setores de comunicação social, telecomunicações, radiodifusão, televisão por assinatura e internet. No livro Temas de Direito das Comunicações na Jurisprudência do STF, o advogado Ericson M. Scorsim – doutor em Direito pela USP, mestre[…]

Leia mais »
A União Europeia anunciou uma iniciativa para levar banda larga para todas as pessoas e empresas / Groman123/Creative Commons

Setor precisa de novas políticas públicas

Quando a Lei Geral de Telecomunicações (LGT) foi criada, os definidores do marco regulatório estudaram modelos adotados para as telecomunicações em várias partes do mundo. Políticas públicas internacionais de sucesso costumam permear as discussões sobre melhorias no mercado nacional. Numa época de mudanças estruturais e de revisão do modelo regulatório[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami