inova.jor

inova.jor

Quais são os planos da Bossa Nova Investimentos

A Bossa Nova promove encontros mensais de investidores no Cubo Coworking Itaú / Divulgação
A Bossa Nova promove encontros mensais de investidores no Cubo Coworking Itaú / Divulgação

Fundada por Pierre Schurmann e João Kepler, a Bossa Nova já investiu em 16 startups neste ano, sendo oito brasileiras e oito norte-americanas.

Sua carteira conta com 112 empresas investidas, avaliadas em mais de R$ 1 bilhão. Até o fim deste ano, o plano é chega a 200 startups investidas.

A Bossa Nova Investimentos foi criada há seis anos, quando Schurmann e Kepler decidiram juntar seus portfólios de investidores-anjo.

As startups que recebem investimento da Bossa Nova têm, normalmente, as seguintes características:

  • foco em B2B (produtos e serviços para empresas), atuando em mercados conhecidos pelos dois investidores ou por coinvestidores estratégicos;
  • já receberam algum investimento antes, normalmente de uma aceleradora;
  • caminho claro para a lucratividade.

O desembolso costuma ficar entre R$ 300 mil e R$ 800 mil, numa faixa de investimento conhecida como micro VC (entre o investidor-anjo e a primeira rodada de venture capital).

A avaliação das startups normalmente é feita em menos de um mês.

Interesse

“Nunca houve tanto interesse em investir em startups, pois muitas pessoas procuram alternativas de investimento”, afirma Schurman.

O foco em B2B tem tanto a ver com as características quanto com a experiência dos dois investidores. Normalmente, empresas B2C (de produtos e serviços voltados para consumidores) precisam de mais recursos e têm retorno mais incerto.

“Eu já tive uma startup B2C”, disse Kepler. “Foi só quando migrei para B2B que comecei a ganhar dinheiro.”

A Bossa Nova começou a atuar como investidora nos EUA no ano passado, e a previsão é de que cerca de 40% dos investimentos sejam feitos em empresas daquele país.

Entre as empresas que receberam investimento da Bossa Nova neste ano estão:

Evento

Uma vez por mês a Bossa Nova promove um encontro de investidores no Cubo Coworking Itaú. No último dia 15, o Café com Capital contou com apresentação de Eric Acher, sócio fundador da Monashees.

Pierre Schurmann e João Kepler são os fundadores da Bossa Nova Investimentos / Divulgação
Pierre Schurmann e João Kepler são os fundadores da Bossa Nova Investimentos / Divulgação

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

A confeitaria What the cake? é uma das beneficiárias dos aplicativos de economia colaborativa / Divulgação

Economia colaborativa chega a novos mercados

Já faz alguns anos que a internet virou um lugar perfeito para encomendar refeições sem precisar telefonar. Com os benefícios da economia colaborativa, surge um novo tipo de serviço: a entrega de comida caseira feita por chefs pouco conhecidos ou por quem cozinha por hobby. Após a popularização do serviço de motoristas do Uber no País,[…]

Leia mais »
Motorista do Uber em Bogotá

‘Unicórnios’ são cada vez mais comuns no setor de tecnologia

Startups de tecnologia com capital fechado e valor de mercado maior do que US$ 1 bilhão costumavam ser chamadas de “unicórnios”, por causa de sua raridade. Nos últimos anos, as companhias iniciantes têm adiado cada vez mais sua primeira oferta de ações, o que fez com que o total de “unicórnios”[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami