inova.jor

inova.jor

Pesquisadora brasileira desenvolve nariz eletrônico para avaliar cerveja

Protótipo e-nose avalia amostras de cerveja com sensores e inteligência artificial / Divulgação
Protótipo do e-nose avalia amostras de cerveja com sensores e inteligência artificial / Divulgação

Doutora em engenharia química, a brasileira Amanda Reitenbach desenvolveu um protótipo eletrônico para identificar aromas em diferentes tipos de cerveja.

Com uma série de sensores acoplados a um arduino (placa microcontroladora), o e-nose detecta compostos indesejáveis em amostras de cervejas.

O protótipo foi construindo durante o período que Reinbach atuou como pesquisadora da universidade alemã Versuchs- und Lehranstalt für Brauerei in Berlin (VLB) eV.

Por e-mail, o instituto de pesquisa para a cerveja e bebidas de produção da universidade alemã informou que Reitenbach participou do programa de pesquisas entre janeiro de 2014 e outubro de 2016, criando o dispositivo e realizando testes práticos com ele.

Ainda segundo a instituição alemã, as pesquisas para o e-nose faziam parte do projeto de doutorado da brasileira realizado na Universidade Federal de Santa Catarina.

Com o projeto, a engenheira queria criar um produto que ajudasse na eliminação dos chamados off-flavors, considerados um dos mais problemas da indústria cervejeira hoje.

“Como já atuava na área, compreendia a necessidade busquei fazer desenvolver uma ferramenta que possibilitasse essa análise de forma precisa, avaliando e detectando os compostos indesejáveis, de baixo custo para que ser acessível a todas microcervejarias”, explica a pesquisadora, que também é diretora do Science of Beer Institute.

Fabricação

O protótipo tem a intenção de ajudar os produtores cervejeiros a adequarem seus produtos para os diferentes tipos de clientes.

Para isso, o nariz eletrônico usa inteligência artificial, que analisa os dados captados pelo nariz virtual. Com a tecnologia, o e-nose aprende todos os tipos de aromas e ajuda na produção da cerveja.

Com os sensores do nariz eletrônicos pré-aquecidos a amostra é “cheirada” pelo protótipo.

A partir de então, em poucos segundos o equipamento indica quais substâncias existem na amostra, de acordo com os dados que o nariz foi treinado a identificar.

Escala

A ideia já atraiu o mercado cervejeiro. Reinbach conta que já está em contato com empresas para fabricar o e-nose e colocá-lo no mercado.

Em 2016, o mercado cervejeiro faturou R$ 77 bilhões, segundo a Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (Cerv Brasil). O valor corresponde a 1,6% do PIB do País.

A cientista afirma, no entanto, que a tecnologia do protótipo pode ser usada por outros setores.

“É possível fazer esse mesmo nariz voltado a outros compostos para analisar frutas ou outras bebidas. Inclusive são usados sensores a gás e nariz eletrônico como o nosso até para identificar doenças em tratamentos médicos. A aplicabilidade é bem vasta, mas requer alguns ajustes de acordo com o que se quer analisar”, completa.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

O aplicativo 'Amazonas na Palma da Mão' estará disponível a partir de junho / worldsurfr/Creative Commons

Amazonas terá serviços públicos disponíveis num único aplicativo

Acessar serviços públicos como matrícula escolar, consulta médica e segurança pública nem sempre é fácil no Brasil. Os moradores do Amazonas vão estar entre os primeiros na América Latina a ter uma solução para diversos serviços num único aplicativo. Fruto de um contrato de R$ 5,1 milhões com a CA Technologies, o[…]

Leia mais »
A startup argentina Nuvem Shop mira no e-commerce para empreendedor por necessidade do Brasil / Divulgação

Startups apostam no crescimento do comércio eletrônico

O comércio eletrônico tem crescido a passos largos no País. Com a crise econômica, empreendedores por necessidade têm apostado na internet para fazer negócios. Somente em 2015, 39,1 milhões de pessoas compraram online, totalizando 106,5 milhões de pedidos, segundo pesquisa da Ebit. Os valores do ano passado ainda não foram divulgados, mas a estimativa[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami