inova.jor

inova.jor

Beacon brasileiro pode ser até 50% mais barato que o importado

Surgido de projeto da Embrapii, beacon brasileiro já possui certificação da Anatel / Divulgação
Surgido de projeto da Embrapii, beacon brasileiro já tem homologação da Anatel / Divulgação

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) anunciou que o primeiro beacon (dispositivo que transmite informações de identificação via bluetooth) projetado e fabricado no Brasil já está disponível no mercado.

O dispositivo é até 50% mais barato que o importado, e adota a tecnologia Bluetooth Low Energy.

Ele emite o tempo todo um código que pode ser captado por outros dispositivos bluetooth, como celulares. Esse código pode, por exemplo, disparar o envio de um cupom de desconto quando o usuário estiver numa loja. Ou pode ser aplicado num sistema de localização para ambientes fechados.

O beacon é um dispositivo importante para criação de aplicações de internet das coisas.

Certificação

Desenvolvido em parceria com o CPqD, o beacon será fabricado pela Taggen Soluções IoT, e já está certificado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Apoiado pela Embrapii, o projeto recebeu um investimento total de R$ 538 mil.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

A Omnilink tem vários projetos de pesquisa e desenvolvimento com o Inatel / Divulgação

Em parceria com Inatel, Omnilink aposta em internet das coisas

A Omnilink, que desenvolve e comercializa sistemas de gestão de frotas, fechou um acordo com o Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), de Santa Rita do Sapucaí (MG), para desenvolver projetos com conectividade SigFox. A tecnologia SigFox é uma tecnologia de comunicação de longo alcance e baixo consumo de energia. É[…]

Leia mais »
Presidente da Abrint destaca que a internet das coisas depende da expansão da banda larga / Groman123/Creative Commons

Ampliação da banda larga depende de fundo garantidor

Levar fibra óptica aos municípios menores e mais afastados dos grandes centros não é tarefa fácil nem barata. O esforço dos provedores regionais para que isso aconteça tem contribuído para o crescimento anual de 4,79% no número de acessos fixos, totalizando cerca de 26 milhões. Apesar desse crescimento, há ainda[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami