inova.jor

inova.jor

‘Gás e energias renováveis devem garantir abastecimento no Brasil’

Energias renováveis como a solar são a aposta pro mercado em regiões como Nordeste brasileiro / Otávio Nogueira / Creative Commons
Energias renováveis são a aposta do mercado em regiões como o Nordeste / Otávio Nogueira/Creative Commons

Gás e energias renováveis, como eólica e solar, devem garantir o abastecimento de eletricidade do País nos próximos anos. Essa é expectativa de Daniel Meniuk, líder de vendas da GE Gas Power Systems para Brasil e o Cone Sul.

Segundo a GE, esses fontes de energia devem crescer em média 3% ao ano partir de agora.

Os novos tipos de energia são a aposta do Brasil para evitar os apagões, ante a capacidade de atendimento das usinas hidrelétricas para todo o País.

Gás

Dentre as novas opções, o gás será a fonte mais forte no mundo nos próximos anos, ainda segundo o executivo da GE. Isso parte de uma mudança global de seu uso em termelétricas.

“Há hoje soluções tecnológicas de alta eficiência para o gás, o que é muito importante para o setor. Além disso, tem se tornado uma commodity mundial, possui flexibilidade muito alta e emissões muito mais baixas que outras energias não renováveis”, diz Meniuk.

Os avanços tecnológicos na área de armazenamento e geração por gás propiciaram essa nova forma de produzir energia.

José Bruzadin, gerente de vendas de Gas Power Systems, explicou que atualmente o uso de gás é ideal para atender de forma rápida os desafios da indústria no Brasil.

“Há a falsa ideia de que termelétrica é sempre cara e poluente, mas a tecnologia atual deixa geração de termelétrica hoje muito mais segura e com um custo muito competitivo. Ela é ideal tanto para garantir energia durante a intermitência e baixa poluente”, afirma.

Energias renováveis

As energias eólicas e solares são as apostas para resolver o problema de fornecimento de energia elétrica para o Nordeste do País.

Edmundo Silva, consultor da Associação Brasileira de Geradoras Termelétricas (Abraget), diz que, juntamente com o gás, as energias renováveis devem melhorar a qualidade da energia elétrica na região.

“As energias eólicas são ótimas para o Nordeste do Brasil, mas sofrem muito com a intermitência (falhas no fornecimento). Para compensar isso, é possível apostar em um sistema híbrido com energia renovável e gás”, completa.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Setor elétrico aposta em iniciativas como inteligência artificial e automação da rede elétrica / Divulgação

Setor elétrico está na linha de frente da internet das coisas

Dispositivos computadorizados, interligados por meio da internet, e que trocam dados e realizam tarefas com base nas informações coletadas. Essa é a base da internet das coisas, tema amplamente comentado atualmente. Mas proponho aqui avançarmos mais um passo nessa discussão. Para que essa ideia possa se concretizar e fazer parte,[…]

Leia mais »
Mercado da Blockbuster foi rompido pelo Netflix, segundo Clayton Christensen

Você sabe o que é ‘inovação rompedora’? Clayton Christensen explica que não

Com o clássico O dilema do inovador, publicado em 1997, Clayton Christensen, professor da Escola de Administração de Harvard, explicou ao mundo o conceito de “inovação rompedora” (“disruptive innovation”, que as pessoas por aqui insistem em traduzir como “disruptiva”). Recentemente, sua teoria da ruptura tem recebido ataques. Andrew King e Baljir Baatartogtokh publicaram[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami