inova.jor

inova.jor

IBM Brasil tem sua primeira mulher ‘distinguished engineer’

Com o título de distinguished engineer, Cintia Barcelos reconhece o desafio de aumentar a representatividade feminina em exatas / Divulgação
A engenheira Cintia Barcelos reconhece o desafio de aumentar a representatividade feminina em exatas / Divulgação

Cintia Barcelos conquistou o título de distinguished engineer (engenheira distinta) na IBM Brasil. Funcionária da empresa há 24 anos, é a primeira mulher na IBM América Latina a ocupar essa função.

Além do vasto conhecimento técnico, o título reconhece a capacidade de influenciar o desenvolvimento de produtos da empresa, de liderar equipes técnicas e de ocupar uma posição de referência na empresa e no mercado.

Representatividade

Cintia reconhece o desafio de melhorar a representatividade feminina em carreiras de exatas.

“Existe pouco incentivo nas escolas para meninas que tenham aptidão na área de exatas. Há preconceito de sobra e poucos exemplos. Precisamos de programas consistentes desde o ensino fundamental para que todas as mulheres que desejam seguir carreira em áreas exatas possam se desenvolver”, afirma, em comunicado.

Formada em engenharia eletrônica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a engenheira começou a trabalhar como estagiária na IBM em 1993 e atualmente é chefe de tecnologia de um grande cliente do setor de finanças.

“Na área técnica, infelizmente, o estereótipo do bom profissional é masculino. Sou mãe, esposa e distinguished engineer na IBM. Mulheres podem ser tudo o que quiserem”, diz a engenheira.

Desde 2012, a presidente mundial da IBM é a engenheira Ginni Rometty.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Dia da internet segura / Renato Cruz/inova.jor

Como combater o discurso de ódio na internet

Desde 2006, a SaferNet Brasil recebeu mais de 2 milhões de denúncias de crimes de ódio. A ONG promoveu hoje (6/2), em parceria com o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), a 10ª edição brasileira do Dia Mundial da Internet Segura. O tema da campanha deste ano é “Crie,[…]

Leia mais »
Parte do sistema foi desenvolvido no Thomas J. Watson Research Center / Daniel Langer

Como evitar preconceito e injustiça na inteligência artificial

A inteligência artificial pode reproduzir, inadvertidamente, preconceitos humanos. Por exemplo, um sistema desenhado para apontar qual é o melhor perfil de dirigente de grande empresa, com base nas 500 maiores da Fortune, corre o risco de chegar à conclusão de que CEOs precisam ser homens brancos. Mal aplicada, a computação[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami