inova.jor

inova.jor

Para onde vai o mercado de relógios inteligentes

O smartwatch da Apple deixou recentemente de ter aplicativos importantes como Google Maps / informedmag.com/Creative Commons
O smartwatch da Apple deixou de ter aplicativos importantes como Google Maps / informedmag.com/Creative Commons

O relógio inteligente (ou smartwatch) já foi apontado o sucessor do smartphone como grande sucesso do mercado de eletrônicos de consumo. Mas a previsão não se concretizou.

No ano passado, as vendas mundiais do produto apresentaram, pela primeira vez na história, queda em faturamento (de 2%, segundo a consultoria Strategy Analytics).

Atualmente, é um mercado dominado pela Apple (que ficou com uma fatia de 55% das vendas em 2016, comparados a 11,4% da segunda colocada, a Samsung).

Mesmo assim, várias empresas importantes têm acabado com a versão de seus aplicativos para Apple Watch.

Segundo o site Apple Insider, recentemente aplicativos importantes como Google Maps, eBay e Amazon deixaram de ter sua versão para o smartwatch da Apple.

Competição

Apesar do avanço de fabricantes chineses, o mercado de relógios inteligentes é basicamente da Apple e da Samsung.

No ano passado, competidores importantes descontinuaram seus produtos como a Moto (marca que hoje pertence à Lenovo) e a Pebble.

Essas mudanças acontecem num momento em que o próprio futuro dos smartphones é questionado.

As vendas de celulares inteligentes está desacelerando, com as taxas de crescimento anual caindo para um dígito. E, uma década depois do lançamento do primeiro iPhone, as inovações parecem ter estagnado também.

Mesmo assim, o mercado de smartphones continua a ser muito maior do que qualquer vestíveis, com 1,47 bilhão de unidades vendidas no ano passado.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Rede social: Venturus aposta em projetos de casa conectada / Divulgação

Você está pronto para a rede social das coisas?

Na casa conectada, os equipamentos vão trocar informações e formar uma verdadeira “rede social das coisas”, na visão do Venturus, centro de pequisa e desenvolvimento localizado em Campinas. Marcelo Abreu, gerente executivo do Venturus, acredita que essa rede social mostrará, por exemplo, quais eletrônicos trabalham bem juntos, o que ajudará,[…]

Leia mais »
Maximiliano Martinhão (MCTIC), Frederico Neves (NIC.br) e o ministro Gilberto Kassab / Renato Cruz/inova.jor

De onde vem o conteúdo que você acessa pela internet

Nos primeiros anos de operação da internet comercial no Brasil, a porta de entrada dos provedores de acesso para a rede costumava ser uma conexão aos Estados Unidos. Com isso, se você mandasse um email para alguém do seu bairro que estivesse ligado a outro provedor, havia uma grande chance de a mensagem[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami