inova.jor

inova.jor

Educadora carioca é premiada pela Singularity University

Singularity: Tonia Casarin apresentou projeto de qualificação socioemocional para professores / Divulgação
Tonia Casarin apresentou projeto de qualificação socioemocional para professores / Divulgação

A educadora carioca Tonia Casarin foi a vencedora do Singularity University Brazil Global Impact Challenge 2017.  A final da competição aconteceu na quinta-feira passada (4/5) em Curitiba, no campus da Universidade Positivo.

A pesquisadora foi uma das 10 finalistas entre 107 inscritos na competição, que tinha como tema Educação para o Século 21.

O prêmio é a participação no curso Global Solutions Program (GSP), na sede da Singularity University, no centro de pesquisas da Nasa, no Vale do Silício.

Com duração de três meses, o curso custa US$ 30 mil.

Projeto

Com mestrado em educação pela Teachers College da Universidade Columbia, Tonia Casarin apresentou um projeto de qualificação socioemocional para professores, por meio de uma plataforma que pode ser acessada tanto pelo celular quanto pelo computador.

A banca julgadora foi formada por representantes da Singularity University e empreendedores brasileiros.

Criada em 2008 por Peter Diamandis e Ray Kurzweil, a Singularity University já promoveu 94 Global Impact Challenges em 38 países, premiando 121 projetos.

O objetivo das competições é identificar projetos que tenham potencial de impactar positivamente até 1 bilhão de pessoas em 10 anos.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Maioria das mulheres empreendedoras no Brasil tem ensino superior e busca flexibilidade / Wocintech chat / Creative Commons

Renda maior e horário flexível levam mulheres a empreender

No próximo dia 8 será comemorado o dia internacional da mulher. Pensando nisso, o Fórum das Empreendedoras traçou o perfil das mulheres que empreendem no Brasil. O levantamento foi feito com base em entrevistas realizadas com 1,3 mil mulheres em todo o País, que já são empreendedoras (85%) ou que pensam[…]

Leia mais »
Andrew Morrison é um dos líderes do Tiny House Movement / Renato Cruz/inova.jor

Qual é o espaço de que você precisa para viver?

Andrew Morrison vive com a esposa Gabriella numa casa de 19 metros quadrados no Estado de Oregon, nos Estados Unidos. Ele é um dos líderes do Tiny House Movement (movimento de casas pequenas), e participou hoje (12/4) do evento Summit Imobiliário 2016, em São Paulo. “Muita gente acha que diminuir[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami