inova.jor

inova.jor

Em parceria com Inatel, Omnilink aposta em internet das coisas

A Omnilink tem vários projetos de pesquisa e desenvolvimento com o Inatel / Divulgação
A Omnilink tem vários projetos de pesquisa e desenvolvimento com o Inatel / Divulgação

A Omnilink, que desenvolve e comercializa sistemas de gestão de frotas, fechou um acordo com o Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), de Santa Rita do Sapucaí (MG), para desenvolver projetos com conectividade SigFox.

A tecnologia SigFox é uma tecnologia de comunicação de longo alcance e baixo consumo de energia. É voltada para aplicações de internet das coisas (IoT, na sigla em inglês), que não exigem grande largura de banda.

Ela compete com tecnologias similares, chamadas de Low Power Wide-Area Networks (LPWANs), como a LoRa.

A ideia é usar a SigFox como uma alternativa de comunicação de dados nos sistemas de monitoramento de veículos e telemetria.

Atualmente, a Omnilink desenvolve um equipamento e um firmware (software embarcado). A tendência, conforme os veículos se tornem mais conectados, é que a operação de software seja reforçada.

“Temos um acordo com a Man e com a Mercedes para trabalhar em veículos conectados”, afirma Michel Levy, presidente da Omnilink.

Antes de ocupar o cargo atual, Levy comandou a subsidiária brasileira da Microsoft e a Saraiva.

Novos mercados

Michel Levy, da Omnilink / Divulgação
Michel Levy, da Omnilink / Divulgação

A partir de sua experiência em sistemas para monitoramento de veículos, a empresa quer expandir sua atuação para outros mercados relacionados a IoT.

“Vamos criar sistemas para monitorar outros tipos de ativos”, afirma o executivo. “Também teremos big data. IoT sem big data não faz sentido.”

No ano passado, o Inatel criou o Smart Campus, para estudar soluções de cidades inteligentes. O projeto com a Omnilink faz parte do Smart Campus.

A empresa tem outros projetos de pesquisa e desenvolvimento com o instituto. Segundo Levy, o investimento está acima do exigido pela Lei de Informática.

Com fábrica em Santa Rita do Sapucaí, a Omnilink é uma marca da Zatix, empresa do Pátria Investimentos e do Grupo Graber.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

A Gazeta do Povo vai deixar de publicar o jornal impresso diário em 1º de junho / Daniel Castellano/Divulgação

Por que a Gazeta do Povo decidiu trocar o papel pelo digital

Imagine uma publicação feita digitalmente. As pessoas usam computadores e câmeras digitais para produzir fotos e textos e software para diagramá-la. Depois de pronta, ela roda numa gráfica para ser distribuída de caminhão. Faz sentido? Se fosse para inventar um produto assim hoje, nenhum. Mas, por questões históricas, às vezes ainda faz. A Gazeta do[…]

Leia mais »
O Labelectron, da Fundação Certi, combina pesquisa e fabricação de produtos / Renato Cruz/inova.jor

Como a indústria brasileira pode competir com a China

FLORIANÓPOLIS A crise da indústria brasileira começou antes da crise. O faturamento real do setor foi, em maio deste ano, o pior desde fevereiro de 2009. A participação dos produtos manufaturados nas exportações brasileiras, que havia chegado a 61% em 2002, está atualmente em 36%. O Labelectron, fábrica-laboratório da Fundação Certi, tem entre os[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami