inova.jor

inova.jor

Por que o setor de infraestrutura precisa de mais software

Aplicação de mais software à infraestrutura pode reduzir custos e criar empregos / Ariel Gracelli/Creative Commons
Aplicação de mais software à infraestrutura pode reduzir custos e criar empregos / Ariel Gracelli/Creative Commons

Trânsito parado, voo atrasado, vazamento de água e falta de luz. Em maior ou menor escala, esses percalços fazem parte do cotidiano de todos e são sinais de que nossa infraestrutura precisa de uma atualização.

Vivemos na era da internet banda larga, da nuvem e do big data, mas nossa infraestrutura não é muito diferente do que era quando a televisão era em preto e branco.

Nossa infraestrutura anacrônica afeta nossa segurança, além de ser um gargalo para o crescimento do país.

Conforme nossos projetos vão ficando maiores e mais complexos, cresce a necessidade de diminuir prazos e custos, mantendo a qualidade e a segurança.

É exatamente o uso da tecnologia, mais especificamente, do software, que pode ajudar a transpor esses desafios estruturais.

Existem ferramentas de software que projetam de forma mais inteligente, constroem com mais agilidade e ajudam a gerenciar fluxos com mais precisão. Os softwares expandem o potencial da nossa infraestrutura.

Redução de custos

Nuvem: Pitanga, da BSA / Divulgação
Pitanga, da BSA / Divulgação

Não é só a nossa infraestrutura que é atrasada, mas também a maneira de planejá-la, desenhá-la e construí-la é ultrapassada.

Ainda usamos ferramentas e técnicas criadas numa época em que tínhamos menos habitantes, pressa e demanda.

Um estudo recente da Software.org, organização de pesquisa internacional, independente e apartidária, indica que o uso de softwares Building Information Modeling (BIM) pode reduzir os custos de construções em 33%.

Softwares de navegação de última geração reduzem o atraso se voos em 35%. Já o fluxo de veículos melhora entre 5% e 25% com softwares de tráfego adaptáveis.

Enquanto isso, o número de acidentes cai em 90% o uso de softwares em veículos autônomos.

Criação de empregos

Isso quer dizer que o gargalo da nossa infraestrutura representa não apenas um enorme potencial de melhora na qualidade de nossas estradas, pontes e aeroportos, mas também é uma enorme oportunidade de criar milhões de empregos, impulsionando a economia.

Por isso, qualquer plano de expansão de infraestrutura deve incluir, obrigatoriamente, investimentos em tecnologia. Eles são pré-requisitos para as infinitas possibilidades geradas pelos softwares.

  • Antonio Eduardo Mendes da Silva (Pitanga) é country manager da BSA para o Brasil

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Hospitais apostam em acompanhamento remoto do paciente

Rio de Janeiro Ir ao hospital para fazer tratamentos básicos de saúde pode se tornar algo raro nos próximos anos. O conceito de “at-home hospital care” (assistência hospitalar no domicílio) é uma das apostas de modernização do setor de saúde. Em sistemas at-home, apenas tratamentos de doenças agudas são feitos no[…]

Leia mais »
Internet: Interfaces de voz, como o Echo, da Amazon, é uma das principais tendências / Rob Albright/Creative Commons

O que você precisa saber sobre o futuro da internet

O Internet Trends, relatório anual elaborado por Mary Meeker, foi apresentado nesta semana durante o Code Conference, evento da Vox Media. O estudo, que apresenta as tendências do mercado de tecnologia, é um dos mais aguardados pelos executivos do Vale do Silício. Mary lançou seu primeiro relatório Internet Trends em 1995, como analista do[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami