inova.jor

inova.jor

Uber, Cabify e 99 criam campanha contra projeto de lei

Projeto de lei em tramitação no Senado recebe oposição da Uber, Cabify e 99 / Paulisson Miura/Creative Commons
Projeto de lei em tramitação no Senado recebe oposição da Uber, Cabify e 99 / Paulisson Miura/Creative Commons

Um projeto de lei que tramita no Senado conseguiu juntar as concorrentes Uber, Cabify e 99 contra a sua aprovação.

Os aplicativos de transporte criaram o site Juntos pela Mobilidade para evitar que o PLC 28/2017 seja colocado em regime de urgência amanhã (26/9).

O site incentiva as pessoas a assinarem um abaixo-assinado contra o projeto.

Segundo as empresas, o projeto exige que os motoristas tirem licenças semelhantes às dos táxis e passem a circular com veículos de placas vermelhas. Ainda de acordo com as companhias, isso acabaria inviabilizando os aplicativos.

A Uber, Cabify e 99 também criaram um evento no Facebook com o mesmo tema.

Burocracia

“O Senado ameaça acabar com os aplicativos de mobilidade urbana no Brasil. Em vez de debater abertamente, eles dizem que estão criando uma regulação. Não estão. Na verdade, este projeto de lei aumenta a burocracia, exige dos motoristas de aplicativos licenciamento com placas vermelhas, e diminui a possibilidade das pessoas de gerarem renda”, escreveu a Uber, em comunicado.

“Na prática, aumentará a burocracia, centenas de milhares de motoristas parceiros e suas famílias perderão sua fonte de renda e você ficará sem o direito de escolher o que é melhor para o seu dia a dia”, apontou a Cabify.

Os aplicativos de transporte têm enfrentado resistência em várias partes do mundo. Na semana passada, a prefeitura de Londres decidiu que não vai renovar a licença da Uber para operar na cidade.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

O jornalista Renato Cruz comenta a importância crescente das redes sociais no atendimento ao cliente.

Qual é a importância das redes sociais para atender clientes

O jornalista Renato Cruz comenta a importância crescente das redes sociais no atendimento ao cliente. Uma pesquisa do Sindicato Paulista das Empresas de Contact Center (Sintelmark) mostrou que 92% das maiores empresas atendem clientes pelas redes sociais. Assine o canal do inova.jor no YouTube. Comentários comentários

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami