inova.jor

inova.jor

Testes de software evitam prejuízos a longo prazo

Mais de 65% dos custos de criação de software são relativos à sua manutenção / Mikael Hvidtfeldt Christensen/Creative Commons
Mais de 65% dos custos de criação de software são relativos à sua manutenção / Mikael Hvidtfeldt Christensen/Creative Commons

A transformação digital habilita novas soluções que facilitam a nossa vida diariamente.

Porém, as novas tecnologias criam um usuário peculiar, que está integrado ao processo de qualidade dos produtos. Nesse contexto, as empresas precisam estar preparadas diante de novas e constantes demandas.

Inovar é estratégico. Contudo, a inovação não é apenas uma ideia na cabeça. Planejamento e avaliação são fundamentais para garantir a eficiência no processo de desenvolvimento e a qualidade dos produtos.

Qualidade é um conceito subjetivo, na medida em que cada usuário possui uma percepção ligada à sua experiência particular.

Para o mercado de tecnologia, seguindo a norma brasileira para documentação de testes de software, consideramos qualidade o grau em que um sistema, componente ou processo atende a requisitos do projeto e às necessidades dos usuários.

Custos de manutenção

Lucas Pereira, da Blockbit / Divulgação
Lucas Pereira, da Blockbit / Divulgação

Mas por que precisamos definir o que é qualidade?

No processo de criação de um novo produto ou serviço de tecnologia, podemos estabelecer parâmetros para orientar o projeto, trazendo mais eficiência para seu desenvolvimento e otimizando os investimentos.

Mais de 65% dos custos de criação de software são relativos à sua manutenção – seja para corrigir defeitos, adaptar ou integrar a novas plataformas ou para aplicar melhorias sugeridas por usuários.

Em casos de aplicações críticas – testes nas áreas da medicina e aviação, por exemplo – esses custos podem ultrapassar 90% do orçamento.

Portanto, definindo os critérios de qualidade, podemos planejar quais passos corroboram para alcançar os resultados estimados, sem tomar desvios ineficientes ou ter a necessidade de retroceder para corrigir a concepção de um projeto.

De modo geral, os desenvolvedores brasileiros estão mais concentrados em entregar as funcionalidades do software do que em garantir qualidade no processo de desenvolvimento.

E esse caminho envolve adotar uma metodologia de testes em todas as etapas: definição de escopo, arquitetura e prototipagem, desenvolvimento, homologação, documentação e go-to-market.

O fato de focar apenas em funcionalidades, sem atenção às outras etapas, pode representar um aumento exponencial de custos e atrasos no fluxo de trabalho.

O cuidado com o teste processual colabora para a entrega de um projeto mais alinhado com seu escopo e com a expectativa do mercado.

No entanto, conforme uma pesquisa do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, estima-se que menos de 9% das empresas de software conhecem a norma IEEE 829-2008 – que é a principal regulamentação em vigência para documentação de teste de software.

Planejamento cuidadoso

É importante que todo o processo de desenvolvimento de um novo produto ou serviço envolva um planejamento cuidadoso, por dois motivos:

  • por um lado, para otimizar o uso de tempo e investimentos;
  • por outro para garantir uma experiência positiva do usuário.

E testes são ferramentas essenciais para evitar que o que você chama de inovação seja um tiro no escuro.

A longo prazo, sua aplicação evitará que a empresa tenha problemas de qualidade dos produtos, prejuízos financeiros e possíveis danos à sua reputação.

  • Lucas Pereira é líder de Quality Assurance da Blockbit

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

O consumidor brasileiro é ávido por experiências novas e inovações tecnológicas / Renato Cruz/inova.jor

‘Acreditamos que o Brasil está além da crise’

O Brasil sempre nos despertou para novas perspectivas de investimento e negócios. Afinal de contas, hoje são mais de 70 milhões de pessoas que utilizam smartphones, 17 milhões em busca de alguma forma de crédito e, além disso, os brasileiros estão em primeiro lugar na liderança dos relacionamentos via redes[…]

Leia mais »
Clientes querem ter seus problemas solucionados num prazo justo / Garry Knight/Creative Commons

Como a automação ajuda a gerenciar crises no atendimento

Na era digital, em que as opções de compra e a quantidade de informação à disposição das pessoas são imensas, os clientes assumiram um grande poder diante das empresas na hora de adquirir um produto ou serviço. Hoje, deparamo-nos com consumidores infinitamente mais exigentes, com reclamações que já não se[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami