inova.jor

inova.jor

Maioria das bibliotecas não oferece wi-fi público

Wi-fi: Estudo do Cetic.br apontou falta de recursos para tecnologia na área de cultura / Renato Cruz/inova.jor
Estudo do Cetic.br apontou falta de recursos para tecnologia na área de cultura / Renato Cruz/inova.jor

Somente 32% das bibliotecas brasileiras oferecem wi-fi público.

“Achamos que não é uma questão de não querer oferecer, mas de falta de infraestrutura mesmo”, afirmou ontem (17/1) Luciana Lima, coordenadora da pesquisa TIC Cultura 2016.

A pesquisa foi divulgada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br), do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).

No ano passado, o Cetic.br entrevistou representantes de 2.389 equipamentos culturais, incluindo arquivos, bens tombados, bibliotecas, cinemas, museus, pontos de cultura e teatros.

A falta de wi-fi público foi um problema verificado nos demais equipamentos culturais.

Os que mais oferecem internet sem fio são pontos de cultura (46%) e teatros (44%). Os que menos oferecem são cinemas (28%) e bens tombados (25%).

Redes sociais

A pesquisa mostrou que redes sociais são mais usadas que sites próprios pelos equipamentos culturais.

Também descobriu que o uso das plataformas online está mais voltado à divulgação de notícias e atividades das instituições do que à difusão de conteúdos culturais.

Os principais obstáculos ao uso de computador e internet nos equipamentos culturais, segundo o estudo, são:

  • poucos recursos financeiros para investir em tecnologia;
  • baixa velocidade da conexão;
  • equipamentos ultrapassados; e
  • número insuficiente de computadores.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Apple Event 2015

Seu anúncio, o Ad Block e a microssegmentação

A IAB Brasil, associação que promove o marketing digital no país, estima que a publicidade mobile deve fechar o ano com um investimento total de R$ 822 milhões. Apesar do crescimento de 14% em relação a 2014, os anunciantes estão preocupados com o retorno sobre o investimento: o número de[…]

Leia mais »
Dia da internet segura / Renato Cruz/inova.jor

Como combater o discurso de ódio na internet

Desde 2006, a SaferNet Brasil recebeu mais de 2 milhões de denúncias de crimes de ódio. A ONG promoveu hoje (6/2), em parceria com o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), a 10ª edição brasileira do Dia Mundial da Internet Segura. O tema da campanha deste ano é “Crie,[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami