inova.jor

inova.jor

VTEX: ‘Capilaridade da loja física será diferencial’

Mariano Gomide de Faria, da VTEX, afirma que este é o ano do omnichannel no Brasil / Renato Cruz/inova.jor
Mariano Gomide de Faria, da VTEX, afirma que este é o ano do omnichannel no Brasil / Renato Cruz/inova.jor

Os varejistas buscam integrar as lojas físicas aos canais digitais. “Este é o ano do omnichannel“, afirmou Mariano Gomide de Faria, copresidente da VTEX. “Se bem utilizada, a capilaridade das lojas físicas será um diferencial.”

Começou hoje (14/5) o evento VTEX Day, que termina amanhã. A abertura foi feita por Bruce Dickinson, líder do Iron Maiden, que falou sobre empreendedorismo.

Segundo Faria, uma rede de lojas físicas permite entrega mais rápida das encomendas feitas pela internet, principalmente dos produtos de ciclo rápido.

Numa estratégia omnichannel, que integra todos os canais de venda, as lojas físicas servem de estoque, atendimento e local de retirada de produtos pelo consumidor ou por entregadores.

“Muita energia está concentrada na loja física”, disse o executivo. “Vivemos a era do crowdfullfilment (atendimento do pedido pela multidão).”

Durante o evento, a VTEX lançou seu módulo OMS, sistema de gerenciamento de pedidos com conceito omnichannel.

A empresa também anunciou um acordo para integrar sua plataforma de comércio eletrônico ao Google Shopping.

Transformação digital

Palestrante do evento, Brian McBride, presidente do conselho da Asos e da Wiggle, destacou que varejistas do mundo todo enfrentam o desafio da transformação digital.

“Meu conselho é: mudem o mais rápido que conseguirem”, completou.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Internet: Interfaces de voz, como o Echo, da Amazon, é uma das principais tendências / Rob Albright/Creative Commons

Quando as máquinas aprendem a conversar de verdade

Máquinas que entendem comandos de voz já viraram lugar comum, mas os sistemas de inteligência artificial ainda não são capazes de participar de uma conversa de verdade, como o C-3PO, de Star Wars (ou o HAL 9000, de 2001, para dar um exemplo não tão benigno). A Amazon quer mudar isso, e[…]

Leia mais »
A Loucomotion assina sistemas da Autodesk para criar imagens de veículos

Como o modelo de assinaturas muda o mercado de software

Não é fácil mudar de modelo de negócios. A Autodesk, cujo produto mais famoso é o software de projetos Autocad, anunciou hoje que, no Brasil, deixará de vender licenças permanentes a partir de 31 de janeiro de 2016. A empresa já prepara há dois anos a transição para o modelo de[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *