inova.jor

inova.jor

O que falta para as fintechs avançarem no Brasil

Participação das fintechs no mercado brasileiro ainda é limitada / Renato Cruz/inova.jor
Participação das fintechs no mercado brasileiro ainda é limitada / Renato Cruz/inova.jor

 

O mercado bancário brasileiro é altamente concentrado, com spreads (diferença entre as taxas básicas e os juros efetivamente cobrados) elevados e tarifas em ascensão.

Essa situação beneficia o surgimento de fintechs, empresas de base tecnológica que oferecem serviços financeiros.

Um estudo divulgado recentemente pela Associação Brasileira de Fintechs (AB Fintechs) e pela PwC Brasil mostrou, no entanto, que a atuação dessas empresas ainda é limitada, apesar de o mercado ser bastante promissor.

Foram ouvidos 224 fundadores de fintechs durante o primeiro semestre. Apenas 12% das empresas dizem faturar mais de R$ 10 milhões ao ano.

Fonte: ABFintechs e PwC Brasil

Investimento

As entrevistas mostraram que o acesso a investimento ainda é uma dificuldade para as fintechs, sendo que 41% dos empreendedores ainda não tiveram acesso a capital.

Mais da metade das empresas que atingiram o breakeven (equilíbrio financeiro) ainda não recebeu investimento.

Mesmo assim, o mercado cresce, sendo que 95% dos empreendedores ouvidos pela pesquisa preveem aumento de receita para este ano.

Os principais segmentos de atuação das companhias são meios de pagamento (25%) e crédito (21%).

Meios de pagamento e crédito são os principais segmentos / Fonte: ABFintechs e PwC
Fonte: ABFintechs e PwC

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

BTG Pactual busca startups em estágio mais avançado / Divulgação

Programa do BTG Pactual seleciona startups

A terceira edição do boostLab, programa de startups do BTG Pactual, está com as inscrições abertas até 15 de fevereiro. Os interessados podem se inscrever no site do programa. Em parceria com a ACE, o banco busca scaleups (startups em estágio mais avançado), nas seguintes áreas: serviços financeiros (fintechs), agronegócio[…]

Leia mais »
Primeira fase do programa vai selecionar 10 startups com soluções para o setor de energia / Divulgação

EDP seleciona startups com soluções para setor de energia

A segunda edição do programa EDP Starter Brasil seleciona startups com soluções voltadas ao setor de energia. As inscrições terminam em 31 de maio. As empresas selecionadas terão acesso a: consultoria especializada em inovação, mentoria de executivos da EDP e de especialistas do mercado, espaço de coworking no WeWork, e[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami