inova.jor

inova.jor

NEC comemora 50 anos de Brasil com exposição interativa

Exposição representa marcos da história da NEC / Renato Cruz/inova.jor
Exposição representa marcos da história da NEC / Renato Cruz/inova.jor

Começa amanhã (27/11) e termina no domingo a exposição NEC Continuum, na Japan House, em São Paulo. 

As atrações interativas apresentam marcos dos 119 anos de existência da companhia japonesa e de seu cinquentenário no Brasil.

“Também comemoramos 50 anos no México e em Taiwan”, disse Masazumi Takata, presidente e CEO da NEC para a América Latina. “Foram as três primeiras operações da empresa fora do Japão.”

A companhia chegou ao Brasil em 1968, para fornecer rádios micro-ondas para a rede de longa distância da recém-criada Embratel.

Parceria

No mês passado, a empresa fechou uma parceria para se tornar mantenedora e fornecer soluções tecnológicas para a Japan House.

Entre as soluções a serem adotadas pela casa estão o sistema de reconhecimento facial NeoFace e um equipamento multimídia interativo para fornecer informações sobre as exposições.

A NEC anunciou hoje Yasushi Tanabe como novo presidente da operação brasileira.

Criada pelo governo japonês, a Japan House está localizada na Avenida Paulista, 52, na capital paulista.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Cientistas ficarão em bares de 22 cidades para tirar dúvidas e conversar sobre vários ramos da ciência / Divulgação

Cientistas vão a bares para tirar dúvidas da sociedade

Entre 15 e 17 de maio, dezenas de pesquisadores e especialistas brasileiros estarão espalhados estrategicamente em bares para conversar com pessoas dispostas a falar sobre ciência. O Pint of Science acontece simultaneamente em 10 países e, incluindo o Brasil. Por aqui, haverá programação em 22 cidades. A ideia do evento é[…]

Leia mais »
Alunos utilizam o kit de eletrônica Rute / Reprodução

Como os brinquedos inteligentes podem transformar a educação

Ciência e raciocínio lógico podem ser ensinados com brinquedos inteligentes. Esse tipo de conhecimento é cada vez mais demandado pelo mercado de trabalho, com o crescimento da automação e do uso da tecnologia nas empresas. Entretanto, levar para as escolas a cultura maker, do faça você mesmo, ainda custa caro. O estudo Brinquedos inteligentes: hardware, apps[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *