inova.jor

inova.jor

CES 2016: Netflix lança serviço no mundo todo, menos na China

Reed Hastings anuncia Netflix no mundo todo, menos na China
Reed Hastings anuncia Netflix em mais 130 países

Reed Hastings, presidente e fundador da Netflix, anunciou hoje, durante a CES, em Las Vegas, o lançamento do serviço em mais 130 países.

“Estamos quase no mundo todo, menos na China”, disse o executivo. “Chega de esperar, chega de ver coisas num horário que não é o seu, chega de frustração.”

A apresentação contou com a presença de astros de atrações exclusivas da Netflix, como o brasileiro Wagner Moura, que interpreta o traficante Pablo Escobar em Narcos; Krysten Ritter, de Jessica Jones;  e Will Arnett, de Arrested Development.

Wagner Moura participou da apresentação da Netflix na CES 2016
Wagner Moura participou da apresentação da Netflix na CES 2016

Novas séries

Ted Sarandos, diretor de Conteúdo da Netflix, apresentou cenas de séries que vai estrear este ano, como The Crown, sobre a família real britânica, e The Get Down, sobre o surgimento da cena hip hop, disco e punk na Nova York da década de 1970, criada por Baz Luhrmann. “Estamos numa posição única para levar histórias do mundo para pessoas do mundo”, afirmou.

Hoje mais cedo, escrevi sobre a mudança de comportamento do espectador após os serviços de vídeo sob demanda.

  • O jornalista viajou a convite da Samsung

Publicações relacionadas

O jornalista Renato Cruz comenta a importância crescente das redes sociais no atendimento ao cliente.

Qual é a importância das redes sociais para atender clientes

O jornalista Renato Cruz comenta a importância crescente das redes sociais no atendimento ao cliente. Uma pesquisa do Sindicato Paulista das Empresas de Contact Center (Sintelmark) mostrou que 92% das maiores empresas atendem clientes pelas redes sociais. Assine o canal do inova.jor no YouTube.

Leia mais »
Brian Krzanich, presidente da Intel, apresenta patinete que vira robô da Segway

CES 2016: Internet das coisas ainda demora a acontecer

LAS VEGAS O mercado de eletrônicos passa por um momento único. Sensores e rádios de baixo custo podem permitir, em breve, que todas as coisas sejam conectadas. Tendências quentes do setor – como internet das coisas, big data, computação em nuvem e mobilidade – se entrelaçam de uma maneira que[…]

Leia mais »