inova.jor

inova.jor

Japão quer tornar privada automática mais fácil de usar

Japão decide padronizar controles de privada automática / Achim Hepp/Creative Commons
Japão decide padronizar controles de privada automática / Achim Hepp/Creative Commons

Associação da Indústria de Equipamentos Sanitários do Japão decidiu padronizar os ícones de instrução do vaso sanitário automático.

O modelo possui um painel de controle com funções como pulverizar água, secar, dar descarga e abrir e fechar a tampa.

Os ícones para “abrir e fechar tampa”, “abrir e fechar assento”, “descarga longa”, “descarga curta”, “limpar”, “lavar”, “secar” e “parar” / Japan Restroom Industry Association

O objetivo é facilitar a vida dos turistas que vão visitar o país. Cerca de 24 milhões de turistas visitaram o Japão em 2016 e o ​​governo prevê receber 40 milhões de pessoas em 2020 durante a Olimpíada.

Cada fabricante tem usado seu próprio conjunto de ícones, com instruções em japonês, o que dificulta o entendimento dos visitantes.

A associação também espera que, com essa medida, seja mais fácil promover as vendas da privada japonesa no exterior.

Toshiba, Panasonic e mais sete empresas que fazem parte da associação vão adotar ícones unificados para os produtos lançados a partir deste ano.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Imagem capturada durante a missão Juno da Nasa

Público escolhe que fotos a Nasa vai tirar de Júpiter

Pela primeira vez na história, a Nasa ofereceu ao público a oportunidade de escolher que imagens que devem ser capturadas durante uma de suas missões espaciais. Em 2 de fevereiro, quando se aproximar do polo norte de Júpiter, a sonda Juno vai tirar fotos escolhidas por votação via internet. O resultado pode ser visto no site do[…]

Leia mais »
Renato Cruz comenta a decisão de Mark Zuckerberg de tirar dois meses de licença paternidade

Mark Zuckerberg vai tirar dois meses de licença paternidade

O editor do inova.jor, Renato Cruz, comenta a decisão de Mark Zuckerberg de tirar dois meses de licença paternidade, com o nascimento de sua segunda filha. Nos Estados Unidos, as empresas não são obrigadas a oferecer licença paternidade remunerada. Assine o canal do inova.jor no YouTube. Comentários comentários

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *