inova.jor

inova.jor

Google Sintomas traz resultados verificados pelo Hospital Albert Einstein

Google Sintomas terá informações sobre sintomas com o aval da equipe do Einstein / Divulgação
Google Sintomas terá informações sobre doenças com revisão da equipe do Einstein / Divulgação

É cada vez mais comum as pessoas usarem a pesquisa do Google para tirar dúvidas sobre uma dor ou algum sintoma de doença.

Segundo o próprio mecanismo de busca, 1% das pesquisas são relacionadas a sintomas.

Para entregar informação de qualidade sobre saúde e dar um melhor direcionamento aos pacientes antes de buscarem um especialista, foi lançado esta semana o Google Sintomas, em parceria com o Hospital Israelita Albert Einstein.

Ao fazer uma busca por sintoma, o usuário visualiza uma ficha com informações básicas, métodos de tratamento e possíveis primeiros socorros.

As informações foram verificadas pela equipe de médicos do Einstein.

A ideia é que o sistema receba atualizações contantes sobre doenças que estejam em destaque no noticiário, como febre amarela e vírus zika.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

O jornalista Renato Cruz comenta a notícia de que o Facebook e a Apple planejam investir US$ 1 bilhão em conteúdo exclusivo de vídeo no próximo ano

Por que o Facebook e a Apple querem ser a HBO

Parece que as grandes empresas de tecnologia querem se tornar a HBO. O jornalista Renato Cruz comenta a notícia de que o Facebook e a Apple planejam investir US$ 1 bilhão em conteúdo exclusivo de vídeo no próximo ano. Assine o canal do inova.jor no YouTube. Comentários comentários

Leia mais »
'O menino que descobriu o vento' é baseado numa história real / Reprodução

‘O menino que descobriu o vento’ é ode à tecnologia

William Kamkwamba tinha 14 anos quando construiu sua primeira turbina eólica, num vilarejo do Malaui, na África. O menino tinha sido obrigado a abandonar o ensino médio, depois de seus pais não conseguirem pagar as mensalidades. Ele conseguiu construir o equipamento a partir de peças encontradas num ferro velho e[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *