inova.jor

inova.jor

Beacon brasileiro pode ser até 50% mais barato que o importado

Surgido de projeto da Embrapii, beacon brasileiro já possui certificação da Anatel / Divulgação
Surgido de projeto da Embrapii, beacon brasileiro já tem homologação da Anatel / Divulgação

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) anunciou que o primeiro beacon (dispositivo que transmite informações de identificação via bluetooth) projetado e fabricado no Brasil já está disponível no mercado.

O dispositivo é até 50% mais barato que o importado, e adota a tecnologia Bluetooth Low Energy.

Ele emite o tempo todo um código que pode ser captado por outros dispositivos bluetooth, como celulares. Esse código pode, por exemplo, disparar o envio de um cupom de desconto quando o usuário estiver numa loja. Ou pode ser aplicado num sistema de localização para ambientes fechados.

O beacon é um dispositivo importante para criação de aplicações de internet das coisas.

Certificação

Desenvolvido em parceria com o CPqD, o beacon será fabricado pela Taggen Soluções IoT, e já está certificado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Apoiado pela Embrapii, o projeto recebeu um investimento total de R$ 538 mil.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Como a internet das coisas vai mudar sua empresa

A internet das coisas (IoT, da sigla em inglês) deve revolucionar as organizações brasileiras num prazo de três a cinco a anos. A expectativa é do próprio empresariado brasileiro, que planeja aumentar investimentos na tecnologia. Os dados fazem parte de um estudo realizado pela IBM, baseado em entrevistas com executivos de empresas de todo[…]

Leia mais »
Mercado da Blockbuster foi rompido pelo Netflix, segundo Clayton Christensen

Você sabe o que é ‘inovação rompedora’? Clayton Christensen explica que não

Com o clássico O dilema do inovador, publicado em 1997, Clayton Christensen, professor da Escola de Administração de Harvard, explicou ao mundo o conceito de “inovação rompedora” (“disruptive innovation”, que as pessoas por aqui insistem em traduzir como “disruptiva”). Recentemente, sua teoria da ruptura tem recebido ataques. Andrew King e Baljir Baatartogtokh publicaram[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *