inova.jor

inova.jor

Bancos já são principalmente móveis no Brasil

Bancos: Gustavo Fosse, da Febraban, vê grande potencial de crescimento para o mobile banking / Renato Cruz/inova.jor
Gustavo Fosse, da Febraban, vê grande potencial de crescimento para o mobile banking / Renato Cruz/inova.jor

Pela primeira vez, os aplicativos superaram os sites dos bancos e concentraram a maior parte das transações bancárias feitas por brasileiros.

Em 2016, o mobile banking respondeu por 21,9 bilhões de transações, o que equivale a 34% do total. O crescimento registrado pelo canal móvel, em números absolutos, foi de 96% sobre o ano anterior.

“Enxergamos ainda um espaço grande de crescimento para o mobile banking”, afirma Gustavo Fosse, diretor setorial de tecnologia e automação bancária da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

A Febraban divulgou hoje (10/5) sua Pesquisa de Tecnologia Bancária 2017, feita pela consultoria Deloitte. O estudo contou com a participação de 17 bancos, que representam 91% dos ativos do setor.

Migração

Fosse destaca que os clientes já preferem fazer algumas transações, como pagamentos de boletos, no smartphone, que consegue ler o código de barras com a câmera.

No ano passado, os bancos registraram 65 bilhões de transações no Brasil, divididas pelos seguintes canais:

  • mobile banking, com 34% do total,
  • internet banking, com 23%,
  • máquinas de autoatendimento (ATM, na sigla em inglês), com 15%,
  • máquinas de cartão de lojas (POS, na sigla em inglês), com 10%,
  • agências bancárias, com 8%,
  • correspondentes no país, com 8%, e
  • centrais de atendimento, com 2%.

O setor viu a migração de transações do internet banking para os aplicativos de celular. As transações feitas nos sites dos bancos passaram de 32% do total em 2015 para 23%.

Há dois anos, o mobile banking tinha uma fatia de 20%.

Movimentação financeira

As transações bancárias com movimentação financeira ainda são somente 5% do total de transações feitas no celular e não houve mudança nesse percentual de 2015 para 2016.

O potencial de expansão do mobile banking pode ser verificado no número de clientes que usam o serviço, atualmente em 42 milhões.

No internet banking são 239 milhões de clientes.

O investimento dos bancos em tecnologia caiu 3% em 2016, passando de R$ 19,2 bilhões no ano anterior para R$ 18,6 bilhões.

Uma versão mais detalhada do estudo deve ser divulgada durante o Ciab 2017, que será realizado de 6 a 8 de junho.

Publicações relacionadas

O coworking possui área de descanso e relaxamento, inspirados nos escritórios do Vale do Silício / Divulgação

Campus São Paulo busca startups para programa de residência

O Campus São Paulo, espaço do Google para empreendedores, seleciona startups para a terceira turma de seu programa de residência. As inscrições vão até 8 de dezembro. Os escolhidos terão seis meses de espaço de trabalho, acesso a especialistas e produtos do Google e oportunidade de participar em programas globais[…]

Leia mais »
O Labelectron, da Fundação Certi, combina pesquisa e fabricação de produtos / Renato Cruz/inova.jor

Lei de incentivo à fabricação de eletrônicos precisa ser revista

A Lei de Informática oferece incentivos fiscais para computadores e equipamentos de telecomunicações produzidos no Brasil. A política foi condenada pela Organização Mundial do Comércio (OMC), a partir de uma série de denúncias do Japão e da União Europeia, sob o argumento de que torna injusta a competição com produtos[…]

Leia mais »