inova.jor

inova.jor

Google leva quatro startups brasileiras para o Vale do Silício

O Google já selecionou 24 startups brasileiras para seu programa de aceleração em São Francisco / Divulgação
O Google já selecionou 24 startups brasileiras para seu programa de aceleração em São Francisco / Divulgação

Quatro startups brasileiras foram selecionadas para participar da quarta edição do Launchpad Accelerator.

Com início em 17 de julho, o programa de aceleração de seis meses inclui duas semanas no espaço do Google para startups em São Francisco.

Foram escolhidas 33 empresas da América Latina, Ásia, África e Europa. As brasileiras são:

  • Arquivei: plataforma de armazenamento, organização e consulta de informações de notas fiscais.
  • Contabilizei: plataforma de contabilidade para micro e pequenas empresários dos setores de serviços e comércio.
  • Contratado.ME: é um marketplace voltado para candidatos que buscam um emprego.
  • Guichê Virtual: plataforma independente de venda de passagens de ônibus online.

Mentoria e apoio financeiro

O programa prevê mentoria de engenheiros e gerentes de produto do Google e de executivos de grandes empresas e venture capital do Vale do Silício.

Cada startup recebe US$ 50 mil de apoio sem contrapartida do Google e US$ 100 mil em crédito para a compra de produtos da companhia.

O Launchpad Accelerator já apoiou 24 startups brasileiras, incluindo sua edição atual.

Publicações relacionadas

Maximiliano Martinhão (MCTIC), Frederico Neves (NIC.br) e o ministro Gilberto Kassab / Renato Cruz/inova.jor

De onde vem o conteúdo que você acessa pela internet

Nos primeiros anos de operação da internet comercial no Brasil, a porta de entrada dos provedores de acesso para a rede costumava ser uma conexão aos Estados Unidos. Com isso, se você mandasse um email para alguém do seu bairro que estivesse ligado a outro provedor, havia uma grande chance de a mensagem[…]

Leia mais »

Empregadores estão de olho nas suas redes sociais

O que você compartilha nas redes sociais condiz com seus valores e preferências? Se a sua resposta é não, é preciso rever suas postagens antes de procurar emprego. Isabella Botelho, presidente da Pin People, acredita ser fundamental manter o mesmo perfil de atividades na vida real e virtual. A startup é responsável[…]

Leia mais »