inova.jor

inova.jor

Accenture quer 50% de mulheres na força de trabalho até 2025

No ano passado, as mulheres já eram 40% da força de trabalho da Accenture / Divulgação
No ano passado, as mulheres já eram 40% da força de trabalho da Accenture / Divulgação

A Accenture tem como objetivo chegar a 2025 com metade de sua força de trabalho formada por mulheres. Atualmente, a empresa emprega 150 mil mulheres, o que corresponde a quase 40% de sua força de trabalho global.

No ano passado, as mulheres já foram 40% das contratações da consultoria e chegaram a 30% das promoções para o nível de diretoria.

No Brasil, 42% das contratações foram mulheres em 2016.

A companhia tem como meta ter 25% de diretoras até 2020.

Programas de qualificação

Desde a criação do programa global de liderança executiva da Accenture, cerca de 80% das mulheres participantes foram promovidas ou expandiram significantemente suas áreas de responsabilidade.

Entre as medidas tomadas pela empresa, estão o lançamento de iniciativas e programas de qualificação dedicados a mulheres e a colaboração com governos para promover a igualdade de gênero no ambiente de trabalho.

Mundialmente, as mulheres ocupam apenas 24% dos postos de trabalho de empresas de tecnologia.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Afrolab busca recursos para capacitar empreendedoras negras

O Afrolab para Elas busca financiamento para oferecer capacitação técnica a empreendedoras negras. Quem tiver interesse em apoiar pode visitar a página do projeto na plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria. O prazo do financiamento coletivo termina em 30 de outubro. As doações podem ser feitas por empresas ou pessoas físicas.[…]

Leia mais »
enato Cruz: Como saber se alguém na rede social é um robô

Como saber se alguém na rede social é um robô

O jornalista Renato Cruz comenta a proliferação de robôs nas redes sociais. No sábado, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, retuitou e agradeceu um perfil falso, que foi suspenso no dia seguinte. Assine o canal do inova.jor no YouTube. Comentários comentários

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *