inova.jor

inova.jor

Florianópolis oferece incentivo fiscal à inovação

Projetos inovadores de Florianópolis podem captar recursos do ISS e do IPTU / Renato Cruz/inova.jor
Projetos inovadores de Florianópolis podem captar recursos do ISS e do IPTU / Renato Cruz/inova.jor

A prefeitura de Florianópolis criou um Programa de Incentivo Fiscal à Inovação.

A iniciativa vai selecionar projetos para captar até 20% do Imposto Sobre Serviços (ISS) e 20% do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de contribuintes do município.

Os recursos serão captados numa conta bancária específica do projeto. O mecanismo é parecido com a Lei Rouanet, programa federal de incentivo à cultura.

O proponente precisa ser:

  • morador de Florianópolis que queira estabelecer na cidade um empreendimento inovador de interesse público, ou
  • microempreendedor individual, microempresa ou pequena empresa com sede no município e planos de desenvolver ou aprimorar um serviço, sistema ou produto inovador.

Setores

Além disso, precisa integrar um dos oito arranjos promotores de inovação credenciados:

  • Turismo, Economia Criativa, Cultura e Entretenimento;
  • Saúde, Equipamentos médicos e Insumos;
  • Educação;
  • Comércio e Serviços;
  • Pesca, Maricultura e Agronegócios;
  • Transportes e Mobilidade;
  • Tecnologias de Informação, Comunicação, Microeletrônica e Nanotecnologia; e
  • Energia.

O valor máximo do projeto são 50% do limite de faturamento anual de microempresa e o prazo de execução de até dois anos.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Criada pela Ripple, a criptomoeda XRP subiu 38.000% no ano passado / Ivan Malkin/Creative Commons

Por que o Ripple tornou-se a segunda maior criptomoeda

O bitcoin tem recebido muita atenção nos últimos meses. No lugar de ser utilizada para comprar coisas, a moeda digital acabou se tornando um ativo para investimentos de alto retorno e também de alto risco. A criptomoeda de maior valorização no ano passado, no entanto, é o XRP, também conhecido[…]

Leia mais »
A Nintendo tentou colocar a realidade virtual no mercado há 20 anos, com o Virtual Boy, mas não deu certo

Quando a realidade virtual era o futuro da tecnologia

O pesquisador Jaron Lanier é conhecido hoje por ser autor de livros como Gadget: você não é um aplicativo e Bem-vindo ao futuro, em que propõe que mudemos a forma como nos relacionamos com a tecnologia. No século passado, no entanto, ele era conhecido como o principal defensor da realidade virtual. Muita gente achava que[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *