inova.jor

inova.jor

Seu negócio precisa de inteligência artificial e ponto final

Empresas líderes digitais investem mais em inteligência artificial /  David DeHetre
Empresas líderes digitais investem mais em inteligência artificial / David DeHetre

É provável que a nuvem seja um dos investimentos – em termos de tecnologia – prioritários para a sua empresa em 2019.

Afinal, essa plataforma continua em franco crescimento, conforme atestou uma nova pesquisa realizada pela consultoria KPMG.

De acordo com o estudo, 75% dos líderes de TI estão investindo de forma moderada ou significativa na nuvem.

Caso você faça parte desse universo, significa que identificou casos de uso específicos para aplicar ou experimentar soluções transformadoras habilitadas para nuvem em toda a sua empresa, como a inteligência artificial – mais especificamente, IA para inteligência de conversação, automação de processos robóticos, análises e insights.

As empresas que efetivamente usam tecnologias digitais de última geração, como a IA, colhem resultados expressivos: maior centralização no cliente, crescimento da receita e satisfação dos funcionários.

A KPMG, por exemplo, descobriu que as empresas líderes digitais – organizações que aprimoram a experiência do cliente e o desempenho operacional com transformação estável e escalável – têm 2,5 vezes mais chances de investir em automação de processos robóticos.

No geral, 17% dessas organizações investiram significativamente em inteligência artificial, em comparação com apenas 5% das empresas, em média.

Líderes digitais

O resultado é que os líderes digitais são mais propensos a investir nesse tipo de tecnologia e estão colhendo os benefícios.

Considere as principais empresas que investem significativamente em IA hoje:

  • Google (US$ 3,9 bilhões),
  • Amazon (US$ 871 milhões),
  • Apple (US$ 786 milhões),
  • Intel (US$ 776 milhões), e
  • Microsoft (US$ 690 milhões).

Mesmo entre aquelas companhias sem gastos expressivos, a pesquisa mostra que 46% já estão vendo um aumento na receita quando a IA é aplicada ao atendimento ao cliente.

Assim, essa lucratividade é resultado da demanda comprovada: nossa pesquisa mostra que 60% dos consumidores estão abertos a tecnologias avançadas, como a IA.

A demanda e o retorno passam, intrinsecamente, pela tecnologia. Então, por que a maioria das organizações adia esse investimento? É isso que pretendo responder neste artigo.

Barreiras à adoção

Chris McGugan, da Avaya / Divulgação
Chris McGugan, da Avaya / Divulgação

Neste ponto, há pouco receio em termos da segurança da IA.

As principais barreiras à adoção hoje incluem falta de alinhamento de negócios, tecnologias imaturas ou ultrapassadas e escassez de habilidades.

Quase 70% dos CIOs entrevistados pela KPMG relataram que a escassez de profissionais habilitados impede sua organização de acompanhar o ritmo atual de mudança. Já 55% classificam o seu alinhamento de TI e negócios como moderado ou pior.

Um novo estudo da Deloitte, por sua vez, considerou o desafio número um da implementação da IA a dificuldade de integração com os processos e sistemas existentes. Além disso, existe também a dificuldade de criar soluções de IA competentes e específicas para cada setor.

Soa familiar? Então veja o que você deve começar a fazer para ver melhorias:

Pense fora da caixa para atrair talentos

Os líderes digitais reconhecem que nenhuma estratégia está completa, a menos que as pessoas certas estejam lá para que isso aconteça.

Não é uma má ideia contratar consultores externos enquanto você avalia a equipe internamente (85% das empresas estão fazendo isso atualmente, segundo a KPMG).

A terceirização pode ser particularmente útil para experimentar IA em termos de desenvolvimento e teste.

O objetivo deve ser o de criativamente preencher a lacuna de habilidades exigidas para uma transformação sustentável e de longo prazo. As pessoas são a base do que uma empresa faz todos os dias.

A IA é necessária para o crescimento contínuo e a inovação, mas as pessoas são a força condutora por trás de sua missão e visão.

Em conclusão, esse entendimento é um fio condutor entre os maiores influenciadores digitais.

Para que os líderes de TI preencham a lacuna de talentos, eles devem estar dispostos a ampliar horizontes e receber novas possibilidades.

Avalie o alinhamento entre TI e negócios

Os líderes de TI, assim, devem fazer alguns questionamentos-chaves a si mesmos, como quais departamentos da empresa são (ou deveriam ser) responsáveis por iniciativas de IA e quais são os principais responsáveis por essas iniciativas.

Identifique os objetivos do desenvolvimento de IA da sua organização e qual, afinal, será o impacto desejado dele em cada um desses objetivos.

Comece a migrar para a arquitetura automatizada de software

Há tantas coisas a serem ditas em termos de tecnologia para o sucesso da IA: eliminação de silos, automação inteligente, análise de múltiplos bancos de dados etc.

Contudo, o que torna tudo isto possível é a arquitetura automatizada de software, que permite a integração perfeita de serviços de terceiros, ferramentas estratégicas de negócios e – você adivinhou – tecnologias de última geração como a IA.

Essa é a base para uma plataforma digital altamente sofisticada que se alinha melhor às necessidades de negócios, usuários e verticais.

Supondo que você já tenha começado a migrar de serviços on premise para modelos de implantação em nuvem, o melhor é começar a migrar para a arquitetura automatizada de software para aproveitar todo o potencial da nuvem.

Isso permite que você comece a escalar de forma fácil e segura para gerar resultados habilitados por IA.

  • Chris McGugan é vice-presidente sênior de produtos e tecnologia da Avaya

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Empreendedor deve estar preparado para trabalhar muito / Shinichi Higashi/Creative Commons

O que é importante para quem planeja criar uma fintech

Conversei recentemente com Guilherme Benchimol, presidente da XP Investimentos, sobre desenvolvimento de fintechs e startups no mercado financeiro. A maioria das pessoas tem uma ideia e interesse em empreender. “Transformar a minha ideia num negócio de sucesso” é um pensamento constante de muitos jovens e profissionais de mercado. Mas por onde começar?[…]

Leia mais »
Área de marketing tem a grande oportunidade de ser agente de mudança / Renato Cruz/inova.jor

‘Ou o marketing casa com a tecnologia, ou ficará sem ninguém’

A adoção de tecnologias tem gerado mudanças significativas no modelo de trabalho nas últimas décadas. Mas a velocidade dessas mudanças se intensificou nesta década, e assistimos a uma disrupção de todas as funções das organizações de que fazemos parte. Não há uma única área que não esteja passando por este[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *