inova.jor

inova.jor

Por que a Zen criou um programa de fidelidade com blockchain

Zen: Programas tradicionais de fidelidade não funcionam, diz Vargas Neto / Divulgação
Vargas Neto, da Zen, quer trazer transparência a programas de fidelidade / Divulgação

A fintech Zen quer trazer mais transparência ao mercado de programas de fidelidade com o CAPZ, que tem como base a tecnologia blockchain.

O CAPZ é a primeira solução da categoria a usar a tecnologia. A empresa terá uma tabela pública de preços, disponível no blockchain.

Usado em criptomoedas como o bitcoin, o blockchain cria um registro permanente de transações, tornando o sistema mais transparente e seguro.

Os usuários do CAPZ poderão negociar entre si os pontos, fazendo transferências entre suas carteiras digitais.

“Estamos acostumados a ter programas de fidelidade no Brasil que não funcionam”, diz Jorge Vargas Neto, CEO da Zen.

“Mas o segmento precisa acompanhar a transformação digital do setor financeiro que os bancos digitais causaram.”

Além disso, o CAPZ também terá a vantagem de não ter prazo de validade, permitindo que pontos sejam usados indefinidamente.

Oferta inicial

Atualmente, o CAPZ está em estágio de oferta inicial de moedas. Ou ICO, na sigla em inglês.

A oferta começou no dia 14 e dura 90 dias. Neste período, interessados podem comprar os tokens, que representam os pontos de fidelidade, por 50% do preço base, a US$ 0,01 cada.

Não existe valor mínimo para a compra.

Segundo Jorge, o objetivo é levantar pelo menos US$ 650 mil para desenvolver o serviço até o primeiro semestre de 2020.

Para incentivar a participação, a Zen criou uma campanha para premiar o usuário que mais trouxer amigos para participar do ICO.

As inscrições podem ser feitas no site do programa de fidelidade.

O prêmio será de US$ 10 mil em pontos de fidelidade.

Ainda não foram divulgados nomes de parceiros que vão participar do programa CAPZ.

Publicações relacionadas

Edital da Finep inclui startups com soluções para cidades inteligentes / Renato Cruz/inova.jor

Finep seleciona startups para investimento

A Finep está com inscrições abertas para a segunda rodada do edital de 2018 do programa Finep Startup. Os interessados podem se inscrever até o dia 28 de fevereiro no site do edital. A financiadora planeja selecionar 30 empresas que já tenham produto mínimo viável (MVP, na sigla em inglês),[…]

Leia mais »
Projeto do Instituto TIM, AWC estimula universitários a empreender / Divulgação

‘Falta apoio ao empreendedorismo nas universidades’

A cultura do empreendedorismo, tão difundida em países como Estados Unidos, ainda é pouco difundida nas universidades brasileiras, o que limita o interesse dos estudantes. Especialista no assunto, Diogo Dutra é coordenador de conteúdo do programa Academic Working Capital (AWC). O projeto é fruto de uma iniciativa do Instituto TIM,[…]

Leia mais »