inova.jor

inova.jor

China e Índia devem se tornar líderes em inovação até 2035

China e Índia serão centros de inovação até 2035
China deverá ultrapassar EUA até 2035 / Tomas Roggero

Daqui a apenas 16 anos, a inovação deverá mudar de endereço. Essa é a percepção do próprio mercado, que acredita que China e Índia ultrapassarão os Estados Unidos na referência de tecnologia.

A tendência foi divulgada na pesquisa do Fórum da Nova Economia Bloomberg. Ela reuniu percepções de 2 mil profissionais de negócios de 20 mercados sobre o futuro das novas economias. 

Primeiramente, 54% dos entrevistados concordam que, até 2035, China e Índia terão ultrapassado os EUA como centros de inovação. E 49% dos entrevistados de mercados desenvolvidos concordam – incluindo EUA.

Ademais, 39% dos entrevistados globais acreditam que Pequim será a maior cidade tecnológica do mundo até 2035

“Os profissionais das novas economias são claros sobre a mudança no centro da gravidade econômica global”, disse Tom Orlik, economista-chefe da Bloomberg.

“À medida que avançam para oportunidades de novos mercados e tecnologias, o fluxo de talentos e capital acelerará a ascensão das novas economias”.

Além da China

Assim como mediu os centros de inovação, a pesquisa buscou compreender tendências de mercado.

Inicialmente, em todo o mundo, existe um consenso de que dinheiro físico está de saída. Cinquenta e dois por cento dos entrevistados concordam que o G-10 não usará mais dinheiro como meio de troca em 2035.

Além disso, uma outra transformação: entrevistados na Ásia acreditam que os carros autônomos serão mais comuns do que os de propriedade individual em 2035. Entrevistados na China chegam a uma concordância de 70%.

Por fim, numa escala mais assustadora, existe um forte consenso global de que, se houver outra guerra mundial, é provável que seja cibernética.  Globalmente, 68% dos entrevistados concordam com essa previsão.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Utilities: Mudanças na regulação exigem maior controle de dados / Renato Cruz/inova.jor

Como a explosão dos dados abre oportunidades para as utilities

Há mais de 100 anos, as utilities têm como foco de negócio a venda de um único serviço. Com a digitalização, isso mudou. As novas tecnologias criam oportunidades para esses provedores oferecerem serviços inovadores, ao mesmo tempo em que entregam os tradicionais com segurança e confiabilidade – seja água, energia,[…]

Leia mais »
Dell: Gonçalves e Honorato (d.) falaram sobre transformação digital / Renato Cruz/inova.jor

Ainda falta muito para a transformação digital

A Dell Technologies, em parceria com a Intel, divulgou recentemente um estudo indicando que somente 6% das empresas brasileiras de médio e grande porte podem ser consideradas líderes digitais. Segundo a pesquisa, apesar de poucas estarem prontas, 37% contam com um plano digital maduro e fazem investimentos em inovação e[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *