inova.jor

inova.jor

China e Índia devem se tornar líderes em inovação até 2035

China e Índia serão centros de inovação até 2035
China deverá ultrapassar EUA até 2035 / Tomas Roggero

Daqui a apenas 16 anos, a inovação deverá mudar de endereço. Essa é a percepção do próprio mercado, que acredita que China e Índia ultrapassarão os Estados Unidos na referência de tecnologia.

A tendência foi divulgada na pesquisa do Fórum da Nova Economia Bloomberg. Ela reuniu percepções de 2 mil profissionais de negócios de 20 mercados sobre o futuro das novas economias. 

Primeiramente, 54% dos entrevistados concordam que, até 2035, China e Índia terão ultrapassado os EUA como centros de inovação. E 49% dos entrevistados de mercados desenvolvidos concordam – incluindo EUA.

Ademais, 39% dos entrevistados globais acreditam que Pequim será a maior cidade tecnológica do mundo até 2035

“Os profissionais das novas economias são claros sobre a mudança no centro da gravidade econômica global”, disse Tom Orlik, economista-chefe da Bloomberg.

“À medida que avançam para oportunidades de novos mercados e tecnologias, o fluxo de talentos e capital acelerará a ascensão das novas economias”.

Além da China

Assim como mediu os centros de inovação, a pesquisa buscou compreender tendências de mercado.

Inicialmente, em todo o mundo, existe um consenso de que dinheiro físico está de saída. Cinquenta e dois por cento dos entrevistados concordam que o G-10 não usará mais dinheiro como meio de troca em 2035.

Além disso, uma outra transformação: entrevistados na Ásia acreditam que os carros autônomos serão mais comuns do que os de propriedade individual em 2035. Entrevistados na China chegam a uma concordância de 70%.

Por fim, numa escala mais assustadora, existe um forte consenso global de que, se houver outra guerra mundial, é provável que seja cibernética.  Globalmente, 68% dos entrevistados concordam com essa previsão.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Cotidiano: Camilla Tapias, da Vivo, e Renato Pasquini, da Frost, participam do Start Eldorado / inova.jor

Start Eldorado: Qual é o impacto da tecnologia no cotidiano

Qual é o impacto da tecnologia no cotidiano das pessoas? Na quarta-feira (10/10), Camilla Tápias, vice-presidente da Telefônica Vivo, e Renato Pasquini, presidente da Frost & Sullivan no Brasil e na América Latina, falaram sobre digitalização, privacidade e segurança no programa Start Eldorado. Você pode ouvir o programa abaixo: Quando ouvir[…]

Leia mais »
HTC demonstra seu sistema de realidade virtual Vive / Renato Cruz/Inova.jor

MWC2016: Quatro tendências que mostram para onde vão as comunicações

BARCELONA O Mobile World Congress 2016, que aconteceu semana passada em Barcelona, mostrou quais são os planos da indústria de comunicações móveis para os próximos meses. A seguir, quatro tendências importantes apresentadas no evento: Smartphones “suficientemente bons” – os celulares inteligentes, que foram destaque de edições anteriores, não trouxeram grandes novidades[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *