inova.jor

inova.jor

Podcast: Como garantir segurança nos pagamentos digitais

Gustavo Carvalho, da Visa/Cybersource, e Bruno Rodrigues, da Grow Mobility, participam do inova.jor cast para falar sobre a segurança em pagamentos digitais
Gustavo Carvalho e Bruno Rodrigues participaram do podcast / Inova.jor

Com o crescimento dos pagamentos digitais, também aumenta a preocupação com a segurança das transações financeiras virtuais.

Esse é o tema do terceiro episódio do inova.jor cast, que traz semanalmente discussões sobre inovação, negócios e tecnologia.

O podcast está disponível no Spotify, no Deezer, no iTunes e no SoundCloud

“A quantidade de ataques em pagamentos digitais, na América Latina, é muito pesada. Vai desde roubo de identidade até uso de dados”, contextualiza Gustavo Carvalho, diretor comercial de Merchant Sales & Solutions da Visa/Cybersource.

Assim, as empresas precisam se precaver e devem estar prontas para todos os tipos de ataque, independente da área que atue.

“É importante que as empresas tenham equipes internas e com soluções parrudas”, ressalta o executivo.

Aplicação em pagamentos digitais

A Grow Mobility, criada a partir da união da Yellow e da Grin, lida diariamente com os desafios da segurança de pagamentos digitais, ao oferecer aluguel de bicicletas e patinetes .

“A gente cria algumas camadas, com processos internos, para identificar se o usuário que está abrindo o patinete ou a bike é uma pessoa de boa índole”, explica Bruno Rodrigues, gerente global de risco da Grow Mobility.

No entanto, ele ressalta que novos desafios surgem a partir da execução de padrões de segurança.

“Ficamos preocupados com fraudes, mas também queremos que o usuário tenha uma boa experiência”, ressalta o executivo da Grow.

Ele, porém, afirma que o mercado está mais maduro. “As empresas estão muito mais preocupadas com a segurança para que não tenha surpresa para nenhum dos dois lados”, finaliza.

Comentários

comentários

Publicações relacionadas

Erik Schanz, gerente sênior de desenvolvimento de negócios da Huawei Cloud, fala sobre o mercado de computação em nuvem no Brasil

Huawei: Por que a computação em nuvem avança no Brasil

O mercado brasileiro de computação em nuvem é bastante promissor. “As empresas não têm mais temor de ir pra nuvem”, sintetiza Erik Schanz, gerente sênior de desenvolvimento de negócios da Huawei Cloud. “É um mercado maduro, com players já consolidados, mas com espaço para novos, como a Huawei Cloud.” Além[…]

Leia mais »
No hall de entrada da Nimbi há área de socialização e cerveja à vontade / Divulgação

Por que a Nimbi mudou de cidade e de modelo de negócios

Criada em 2000, a Nimbi resolveu adotar o modelo ágil, simplificado e digital das startups atuais. Com a ideia de testar produtos com os próprios consumidores o processo de criação é mais rápido e objetivo. Anteriormente chamada de Webb, a Nimbi investiu R$ 40 milhões em 2015 para renovar sua operação,[…]

Leia mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *