inova.jor

inova.jor

Huawei: ‘O 5G já é uma realidade’

A quinta geração das conexões móveis (5G) avança a passos largos em todo o mundo, com aplicações reais e empresas que investem intensamente na tecnologia.

Exemplo disso é a Huawei. Atualmente, a fabricante chinesa possui 20% de todas patentes do 5G e investiu mais de US$ 5 bilhões em pesquisa e desenvolvimento do 5G.

“Em 2025, 58% da população terá acesso ao 5G”, diz Juelinton Silveira, diretor de comunicação e negócios governamentais da Huawei Brasil.

“Assim, o 3G demorou nove anos para se estabelecer. O 4G, cinco anos. E o 5G deverá demorar três anos”.

Já no Brasil, espera-se um avanço após os leilões de frequências.

“Este é o momento do Brasil. Devemos acelerar para continuar na liderança das novas tecnologias”, diz o executivo da Huawei Brasil.

Setores do 5G

Com amplo alcance de transformação, o 5G poderá transformar diversas áreas no Brasil e no mundo.

Juelinton Silveira destaca duas: agronegócio e segurança.

No primeiro segmento, haverá mais facilidade de conectar fazendas, com aplicações de internet das coisas (IoT, na sigla em inglês).

“Por meio de IoT e sensoriamento, as fazendas conseguirão aumentar a produtividade”, diz o executivo.

Já nas cidades, a expectativa é de melhora na segurança com o 5G.

“Hoje, as câmeras precisam de fibra para levar imagem com qualidade para a central de comando. Com o 5G, será possível fazer transmissão ao vivo”.

Transformação digital

Por fim, Juelinton Silveira destaca a relação entre o 5G e a transformação digital.

“Você só é transformado digitalmente quando usa 100% dos seus dados para retroalimentar seu sistema”, diz o executivo.

“O 5G é a tecnologia que liga os pontos para que isso aconteça. Hoje, nem todos os dados que criamos não são utilizados.”

Assim, segundo ele, em 2025, 86% das empresas usarão esses dados pra retroalimentar seus sistemas, crescendo em produção e eficiência.

Para saber mais sobre 5G, assista à entrevista em vídeo de Juelinton Silveira à Conexão Huawei.

Publicações relacionadas

Como o intraempreendedorismo gera negócios

A inovação aberta e o movimento das startups tem sido um agente de mudança implacável. Principalmente nos modelos de negócio hoje maduros e que fazem parte dos grandes conglomerados empresariais. Aliás, alguns destes empresários já estão se intitulando “dinossauros apavorados”. Estão em franco processo de extinção e com negócios que[…]

Leia mais »

Podcast: Por que sobram vagas para profissionais digitais

O mercado de profissionais digitais está em alta. Empresas procuram pessoas com capacitação para a transformação digital. No entanto, ainda há falta de profissionais à disposição do mercado. Esse é o tema do segundo episódio do inova.jor cast, que traz semanalmente discussões sobre inovação, negócios e tecnologia. O podcast está[…]

Leia mais »