inova.jor

inova.jor

O que muda na arquitetura com o design generativo

Ricardo Bianca (e.) e Tiago Ricotta (c.) falam sobre design generativo / inova.jor
Ricardo Bianca (e.) e Tiago Ricotta (c.) falam sobre design generativo / inova.jor

Com o design generativo, o projetista define as características gerais e o sistema gera inúmeras alternativas de projeto.

Conversei sobre o tema no inova.jor cast com Tiago Ricotta, diretor de Inovação da Athié Wohnrath, e Ricardo Bianca, especialista técnico de Arquitetura, Engenharia e Construção da Autodesk Brasil.

O podcast está disponível semanalmente no SpotifyDeezeriTunes e SoundCloud.

Aplicação do design generativo

“Essa abordagem de desenvolvimento de projetos é essencialmente direcionada pelos objetivos que pretendemos alcançar, e faz uso de automação para dar aos projetistas melhores orientações, para que eles possam tomar decisões de forma mais rápida e de maneira mais bem fundamentada”, explica Bianca.

“Decidimos que poderíamos ter esse tipo de tecnologia nos nossos processos para facilitar o grande volume de projetos que temos e auxiliar os arquitetos”, diz Ricotta.

Publicações relacionadas

Como acompanhar a concorrência em tempo real

O que seus concorrentes estão fazendo neste momento? A Real Trends acredita que esse tipo de informação pode ser uma vantagem competitiva. A empresa oferece ferramentas de análise e gestão para vendedores do Mercado Livre. “Também fechamos parceria com a Amazon no Brasil”, comenta o Javier Goilenberg, presidente e cofundador da Real[…]

Leia mais »
O Itaú Unibanco tem centenas de cientistas de dados / Renato Cruz/inova.jor

Por que o Itaú Unibanco decidiu formar cientistas de dados

O Itaú Unibanco tem 60 pessoas em treinamento para se tornarem cientistas de dados, num programa em parceria com o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). São engenheiros, físicos, químicos, cientistas da computação e matemáticos que foram contratados como analistas, mas, antes de começarem a trabalhar, vão cumprir uma carga de[…]

Leia mais »