inova.jor

inova.jor

O que muda na arquitetura com o design generativo

Ricardo Bianca (e.) e Tiago Ricotta (c.) falam sobre design generativo / inova.jor
Ricardo Bianca (e.) e Tiago Ricotta (c.) falam sobre design generativo / inova.jor

Com o design generativo, o projetista define as características gerais e o sistema gera inúmeras alternativas de projeto.

Conversei sobre o tema no inova.jor cast com Tiago Ricotta, diretor de Inovação da Athié Wohnrath, e Ricardo Bianca, especialista técnico de Arquitetura, Engenharia e Construção da Autodesk Brasil.

O podcast está disponível semanalmente no SpotifyDeezeriTunes e SoundCloud.

Aplicação do design generativo

“Essa abordagem de desenvolvimento de projetos é essencialmente direcionada pelos objetivos que pretendemos alcançar, e faz uso de automação para dar aos projetistas melhores orientações, para que eles possam tomar decisões de forma mais rápida e de maneira mais bem fundamentada”, explica Bianca.

“Decidimos que poderíamos ter esse tipo de tecnologia nos nossos processos para facilitar o grande volume de projetos que temos e auxiliar os arquitetos”, diz Ricotta.

Publicações relacionadas

No hall de entrada da Nimbi há área de socialização e cerveja à vontade / Divulgação

Por que a Nimbi mudou de cidade e de modelo de negócios

Criada em 2000, a Nimbi resolveu adotar o modelo ágil, simplificado e digital das startups atuais. Com a ideia de testar produtos com os próprios consumidores o processo de criação é mais rápido e objetivo. Anteriormente chamada de Webb, a Nimbi investiu R$ 40 milhões em 2015 para renovar sua operação,[…]

Leia mais »

Nextel: ‘Consideramos amigas as empresas de internet’

Você acha difícil entrar em contato com a operadora de telefonia móvel para mudar o plano? A Nextel quer tornar totalmente digitais os processos de contratação, pagamento e controle do pacote de dados. A empresa anunciou hoje (6/12) o Happy, plano flexível que tem como base um aplicativo. Ele é ativado no momento em que[…]

Leia mais »